PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Presidente do BC do Japão diz que movimentos acentuados do iene podem prejudicar empresas

18/04/2022 08h54

Por Tetsushi Kajimoto e Leika Kihara

TÓQUIO (Reuters) - O presidente do Banco do Japão, Haruhiko Kuroda, disse nesta segunda-feira que os movimentos recentes do iene foram "bastante acentuados" e podem prejudicar os planos de negócios das empresas, oferecendo seu mais forte alerta até o momento sobre os riscos decorrentes da desvalorização da moeda.

Kuroda disse que não houve mudança em sua avaliação de que, no geral, um iene fraco é bom para a economia, pois aumenta o valor dos lucros que as empresas japonesas obtêm no exterior.

Mas ele disse que a queda do iene para cerca de 125-126 ienes por dólar, ante cerca de 115-116 por dólar um mês atrás, foi volátil o suficiente para prejudicar as empresas.

"A recente queda do iene, que perdeu cerca de 10 ienes para o dólar em cerca de um mês, é bastante acentuada e pode tornar difícil para as empresas definir planos de negócios", disse Kuroda ao Parlamento.

"Nesse sentido, precisamos levar em conta o efeito negativo" de um iene fraco, disse ele.

Kuroda, no entanto, repetiu sua opinião de que o banco central deve manter seu programa de estímulo maciço para apoiar uma frágil recuperação econômica.