PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Ibovespa acelera queda no final, tem pior mês desde março de 2020

29/04/2022 18h09

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa brasileira recuou fortemente nesta sexta-feira, após reverter ganhos no meio da tarde diante de tombo das ações em Wall Street, e fechou seu pior mês desde o período inicial da pandemia no país.

Siderúrgicas e empresas ligadas ao consumo, como Magazine Luiza e Locaweb, cederam, enquanto petrolíferas e operadoras de shoppings centers, em meio ao noticiário do setor, subiram.

O Ibovespa caiu 1,86%, a 107.876,16 pontos, para o menor fechamento desde 18 de janeiro. O volume financeiro da sessão foi de 34,5 bilhões de reais.

O índice recuou 2,9% na semana, quarta baixa semanal seguida, e encerrou o mês em queda de 10,1%, depois de quatro meses de alta. A desvalorização de abril foi a maior desde março de 2020, quando o índice perdeu 29,9%.

"Este mês foi melhor para commodities. Os ativos de crescimento e de consumo doméstico acompanharam declarações de membros do Fed (Federal Reserve, banco central norte-americano) sobre aperto monetário e ainda teve saída de fluxo estrangeiro da bolsa", disse Rodrigo Crespi, da Guide Investimentos.

Em Wall Street, o S&P 500 e o Dow Jones também tiveram a pior performance mensal desde março de 2020, enquanto o Nasdaq amargou em abril o pior mês desde outubro de 2008. As baixas em Nova York foram vieram após a Amazon desabar na sequência de balanço e um dado de inflação dos Estados Unidos.

O Ibovespa chegou a subir cerca de 1,7% na máxima do dia.

DESTAQUES DO MÊS

- LOCAWEB ON perdeu 29% em abril, maior queda do Ibovespa no mês, diante de panorama macroeconômico complicado para o setor de tecnologia e varejo online, com alta de juros nos EUA punindo ações de crescimento.

- VIA ON cedeu 28,8%, segunda maior queda do Ibovespa no mês, à medida que as varejistas seguem pressionadas pelo cenário de inflação elevada, alta de juros e concorrência, além dos efeitos do aperto monetário nos EUA. MAGAZINE LUIZA ON caiu 28,5% e foi a terceira de pior performance.

- PETRORIO ON subiu 12,1% em abril e foi a ação de melhor desempenho do Ibovespa. O papel ganhou tração no fim do mês, ajudado pela aquisição de 90% do campo Albacora Leste, da Petrobras, na Bacia de Campos, por 2,2 bilhões de dólares. A compra pode levar a companhia para outro nível em produção, escreveram analistas do Citi. O Brent avançou 1,3% em abril e também teve influência na performance do ativo.

- CPFL ON teve alta de 12% e ficou com a segunda posição do índice no mês.

DESTAQUES DA SESSÃO

- INTER UNIT cedeu 7,2%, LOCAWEB ON perdeu 6,2% e CIELO ON teve queda de 5,8%. BTG PACTUAL UNIT apontou decréscimo de 4,3%.

- PETROBRAS PN subiu 0,1% perdendo tração no final do dia. O petróleo teve sessão volátil diante proximidade de vencimento de contratos. PETRORIO ON subiu 1,6%, após o Credit Suisse elevar o preço-alvo da ação, e 3R PETROLEUM ON ganhou 2,7%.

- VALE ON diminuiu 1,1%, acompanhando a piora do mercado, após subir mais cedo com salto de mais de 4% dos contratos de minério de ferro em Dalian, com a China prometendo intensificar medidas para estabilizar a economia. Entre as siderúrgicas, GERDAU PN encolheu 3,7%.

- MULTIPLAN ON valorizou-se 4%, depois de salto de 270,5% no lucro líquido no primeiro trimestre na comparação anual. A empresa manterá a estratégia conservadora para fusões e aquisições, apostando em expansão do próprio portfólio, disseram executivos em teleconferência.

- BR MALLS ON expandiu 1%, após seu conselho de administração recomendar a aprovação da venda da companhia à rival ALIANSCE SONAE, que teve baixa de 0,1%. A Aliansce não faz parte do Ibovespa.

- ITAÚ UNIBANCO PN desvalorizou-se 1,8%, à medida que bancos reverteram abertura que havia sido positiva mesmo com a elevação da alíquota da CSLL sobre o setor.

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em

(Por Andre Romani)