PUBLICIDADE
IPCA
0,67 Jun.2022
Topo

Exportações de petróleo da Arábia Saudita caem para mínima de 4 meses em maio

19/07/2022 10h35

(Reuters) - As exportações de petróleo bruto da Arábia Saudita em maio caíram para uma mínima de quatro meses, a 7,050 milhões de barris por dia, mostraram dados da Joint Organizations Data Initiative (JODI) nesta terça-feira.

As exportações de petróleo do país recuaram em torno de 4,5% em relação aos 7,382 milhões de bpd registrados em abril.

A Arábia Saudita mais que dobrou a quantidade de óleo combustível da Rússia que importou no segundo trimestre para abastecer usinas de energia para atender à demanda de resfriamento do verão e liberar o petróleo bruto do reino para exportação, de acordo com dados e traders.

Já produção de petróleo saudita subiu para o nível mais alto em mais de dois anos, com 10,538 milhões de bpd, ante 10,441 milhões de bpd no mês anterior.

A visita do presidente dos EUA, Joe Biden, ao país nos últimos dias terminou sem nenhum anúncio de que o reino aumentaria a produção de petróleo para ajudar a baixar os preços dos combustíveis.

Nesta terça-feira, o ministro das Relações Exteriores da Arábia Saudita disse que não via falta de petróleo no mercado, mas falta de capacidade de refino, sendo necessários mais investimentos na capacidade de processar petróleo bruto em vários produtos petrolíferos.

As exportações sauditas de derivados de petróleo, por sua vez, subiram ligeiramente para 1,527 milhão de bpd, mostraram os dados.

A produção doméstica das refinarias de petróleo do país aumentou 0,211 milhão de bpd, para 2,749 milhões de bpd em maio, enquanto a queima direta de petróleo aumentou 185.000 bpd, para 582.000 bpd.

Os números mensais de exportação são fornecidos por Riad e outros membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) à Joint Organizations Data Initiative (JODI), que os publicou em seu site.

(Por Ashitha Shivaprasad em Bangalore)