IPCA
0,83 Abr.2024
Topo

Tesla faz recall de 362 mil veículos nos EUA por causa de software de direção

16/02/2023 16h27

Por David Shepardson

WASHINGTON (Reuters) - A Tesla disse que vai recolher 362 mil veículos dos Estados Unidos por causa da versão beta de seu software de autocondução completa depois que os reguladores norte-americanos disseram na quinta-feira que o sistema não aderiu adequadamente às leis de segurança no trânsito e pode causar acidentes.

A Administração Nacional de Segurança Rodoviária (NHTSA, na sigla em inglês), disse que o software da Tesla permite que um veículo "exceda os limites de velocidade ou viaje por interseções de maneira ilegal ou imprevisível, (o que) aumenta o risco de um acidente".

A Tesla lançará uma atualização de software de forma remota, gratuitamente, e a montadora disse não ter conhecimento de nenhum ferimento ou morte que possa estar relacionado ao problema do recall. A montadora disse que tinha 18 pedidos de garantia.

O recall abrange veículos Modelo S 2016-2023, Modelo X, Modelo 3 2017-2023 e Modelo Y 2020-2023 equipados com software de autocondução completa Beta ou com instalação pendente.

Possíveis situações em que problemas podem ocorrer incluem viajar ou virar em certos cruzamentos durante um semáforo amarelo e fazer uma mudança de faixa de certas faixas de conversão para continuar viajando em linha reta, disse a NHTSA.

A agência disse que "o sistema pode responder insuficientemente às mudanças nos limites de velocidade postados ou não levar em conta adequadamente o ajuste do motorista da velocidade do veículo para exceder os limites de velocidade postados".

No ano passado, a Tesla fez o recall de quase 54 mil veículos dos Estados Unidos com o software de autocondução completa Beta que pode permitir que alguns modelos realizem "paradas contínuas" e não parem completamente em alguns cruzamentos, representando um risco à segurança, disse a NHTSA.

Tesla e NHTSA dizem que os recursos avançados de direção da autocondução completa não tornam os carros autônomos e exigem que os motoristas prestem atenção no trânsito.