IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

Petrobras propõe mudança organizacional e criação de diretoria para transição energética

06/04/2023 20h39

Por Nayara Figueiredo

SÃO PAULO (Reuters) - A Petrobras aprovou junto à diretoria executiva nesta quinta-feira uma proposta para alterações organizacionais, que inclui a criação da Diretoria de Transição Energética e Energias Renováveis com a indicação de Maurício Tolmasquim para seu comando, conforme comunicado.

O indicado do presidente da companhia, Jean Paul Prates, estaria à frente das atividades de descarbonização, mudanças climáticas, novas tecnologias e sustentabilidade realizadas pela Petrobras, além de incorporar as atividades comerciais de gás natural.

Tolmasquim, que é professor da UFRJ e ex-presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), assumiu nesta semana a liderança da Gerência Executiva de Estratégia da Petrobras, responsável pela elaboração do plano de negócios da companhia.

A questão da transição energética já aparecia frequentemente no discurso de Prates e foi citada como uma das diretrizes para o plano estratégico da estatal, aprovadas pela diretoria executiva na semana passada.

A proposta também conta com mudanças na nomenclatura de algumas diretorias e ainda será submetida ao Conselho de Administração.

A atual Diretoria de Desenvolvimento da Produção, ocupada por Carlos José do Nascimento Travassos, passa a ser denominada Diretoria de Engenharia, Tecnologia e Inovação, e incorporará o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Leopoldo A. Miguez de Mello (Cenpes).

A Diretoria de Refino, Gás e Energia, ocupada por William França da Silva, passa a ser denominada Diretoria de Processos Industriais e Produtos, incluindo os derivados do refino de petróleo e os derivados de gás e biocomponentes.

Segundo a Petrobras, a Diretoria de Comercialização e Logística, ocupada por Claudio Romeo Schlosser, passa a ser

denominada Diretoria de Logística, Comercialização e Mercados.

Já a diretoria de Relacionamento Institucional e Sustentabilidade será extinta.