IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

Ações da China caem com preocupações sobre pressões desinflacionárias

11/04/2023 07h33

XANGAI (Reuters) - As ações chinesas caíram na terça-feira, uma vez que o sentimento foi afetado depois que dados mostraram que o crescimento dos preços ao consumidor na China em março foi o mais lento desde setembro de 2021, enquanto as ações em Hong Kong subiam.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, perdeu 0,11%, enquanto o índice de Xangai perdeu 0,05%. O Índice Hang Seng, de Hong Kong, teve alta de 0,76%.

A inflação ao consumidor da China atingiu uma mínima em 18 meses e a queda nos preços ao produtor acelerou em março, uma vez que a demanda permaneceu persistentemente fraca, reforçando o argumento para que as autoridades tomem mais medidas para sustentar a recuperação econômica.

A inflação da China em março indica que a segunda maior economia do mundo está em processo de desinflação, disseram analistas.

A pressão desinflacionária refletiu a lenta recuperação da demanda em meio a à reabertura econômica e uma cadeia de oferta robusta, disseram analistas do Mizuho em nota.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 1,05%, a 27.923 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,76%, a 20.485 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,05%, a 3.313 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,11%, a 4.100 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 1,42%, a 2.547 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,24%, a 15.913 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,10%, a 3.297 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 1,26%, a 7.309 pontos.