Petrobras reduz em 2% preço do gás natural a distribuidoras

SÃO PAULO (Reuters) - A Petrobras informou que a que a partir desta quinta-feira os preços de venda de gás natural terão redução média de 2%, conforme os contratos acordados pela companhia com as distribuidoras, segundo comunicado.

Os contratos com as distribuidoras preveem atualizações trimestrais da parcela do preço relacionada à molécula do gás, e vinculam esta variação às oscilações do petróleo Brent e da taxa de câmbio.

Para o trimestre que inicia em fevereiro de 2024 a referência do petróleo caiu 3,6% e o câmbio teve depreciação de 1,5%.

"Além disso, em janeiro de 2024 entraram em vigor diversos novos contratos oriundos do novo portfólio de produtos Petrobras, e dos processos competitivos das distribuidoras", destacou a Petrobras.

O portfólio trouxe a possibilidade de celebração de contratos em diversos prazos (5 anos, 7 anos, 9 anos e 11 anos) e escolha pelas distribuidoras quanto à inclusão ou não do transporte de saída nos contratos, lembrou a companhia.

Os clientes da Petrobras com contratos vigentes em 2023 perceberam redução acumulada de 22,2% no preço da molécula do gás natural ao longo do ano, disse a Petrobras.

O preço final do gás natural ao consumidor não é determinado apenas pelo preço de venda da molécula pela companhia, mas também pelo custo do transporte até a distribuidora, pelo portfólio de suprimento de cada distribuidora, assim como por suas margens e pelos tributos federais e estaduais.

(Por Roberto Samora)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes