Bolsas

Câmbio

Embraer encerra empresa de veículos aéreos não-tripulados


A Embraer Defesa e Segurança Participações decidiu encerrar as atividades da Harpia Sistemas, joint venture formada em 2011 para explorar o mercado de veículos aéreos não-tripulados. A decisão foi tomada pela Embraer em conjunto com as associadas AEL Sistemas e Avibras Divisão Aérea e Naval, subsidiária da companhia israelense Elbit Systems.

Segundo comunicado da empresa, a dissolução da parceria se deu de maneira amigável e ocorreu devido ao "atual cenário de restrição orçamentária". As associadas informaram também que realocaram os profissionais da Harpia Sistemas em outros programas para aproveitar a capacidade tecnológica adquirida com a parceria.

A Embraer não descartou, porém, a possibilidade de atuar em conjunto com as empresas no futuro. "Devido ao fator estratégico do projeto para concepção de um Sistema de Aeronave Remotamente Pilotada (SARP) nacional, as empresas continuarão a desenvolver as tecnologias para atendimento futuro das demandas das Forças Armadas brasileiras e do mercado civil em um novo formato", diz o comunicado.

Em fevereiro de 2013, a Avibras entrou no capital social da Harpia Sistemas e passou a deter uma participação de 9% na companhia, já formada, até então, pela AEL Sistemas, com fatia de 40% das ações, e pela Embraer, com fatia majoritária de 51%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos