Bolsas

Câmbio

Dólar fecha em queda com movimento externo e vai a R$ 4,02


O dólar fechou em queda frente ao real, acompanhando o movimento no exterior, sustentado pelo anúncio de estímulos monetários por parte do Banco do Japão (BoJ) e por dados mais fracos do PIB dos Estados Unidos.

O dólar comercial caiu 1,37% e fechou a R$ 4,0228. Com isso, a moeda americana encerra a semana em queda de 2,10%, mas subiu 1,68% no mês.

No mercado futuro, o contrato para março recuava 0,83% para R$ 4,043.

O mercado local acompanhou o movimento no exterior, onde o dólar caiu frente às moedas emergentes diante do maior apetite por ativos de risco com a melhora do cenário externo.

O Banco do Japão (BoJ) juntou-se a outros grandes bancos centrais (Suécia, Suíça, Dinamarca e BCE) e definiu uma taxa de juro negativa de 0,1% sobre os depósitos que as instituições financeiras detêm no banco.

Já os Estados Unidos divulgaram um PIB aquém do esperado, fato que aumenta expectativas de que o Federal Reserve será ainda mais gradual no processo de alta de juros.

A economia americana desacelerou o crescimento no quarto trimestre a 0,7%, contra 2% de expansão no trimestre anterior.

Essas notícias favorecem o fluxo de recursos para emergentes, e o Brasil, com uma das maiores taxas de juros do mundo, se torna atrativo, especialmente para operações de "carry trade", que buscam ganhar com arbitragem de juros.

No mercado local, o Banco Central renovou hoje US$ 1,8 bilhão em linha de dólar com compromisso de recompra, o que contribuiu para queda do dólar frente ao real.

A autoridade monetária concluiu ontem a rolagem integral do lote de US$ 10,431 bilhões contratos de swap cambial que vence no dia 1º de fevereiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos