Bolsas

Câmbio

Petroleiros tentam impedir na Justiça a venda de Carcará para Statoil

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) ingressou na última semana com ação civil pública na Justiça Federal no Rio de Janeiro contra a venda, pela Petrobras, de sua participação de 66% no bloco BM-S-8, na Bacia de Santos, para a norueguesa Statoil, em julho do ano passado. O negócio, que envolve a promissora descoberta de Carcará, foi fechado por US$ 2,5 bilhões.


De acordo com a FUP, estudos preliminares apontam que o ativo vendido contenha pelo menos 6 bilhões de barris recuperáveis de óleo e gás, podendo superar esse montante, se for considerada a área adjacente, que extrapola os limites do bloco e será ofertada no próximo leilão do pré-sal, provavelmente no primeiro semestre deste ano.


"A venda de um ativo extremamente valioso, em um momento de notória baixa no mercado, não pode ser interpretada de outra forma se não como avidez dos gestores da Petrobras em depredar o patrimônio público e enfraquecer ao máximo a companhia para uma futura privatização", alega a FUP na ação.


Além da suspensão do negócio, a FUP exige que a Petrobras apresente os estudos e documentos referentes ao campo, inclusive as atas das reuniões do conselho de administração que trataram sobre o tema, bem como um levantamento dos impactos econômicos que a venda do ativo causará para as finanças da companhia.


O processo está na 11ª Vara Federal do Rio de Janeiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos