Bolsas

Câmbio

Órgão de Turismo do RJ defende subsecretário preso na Lava-jato

A Secretaria de Turismo do Estado do Rio de Janeiro divulgou nota sobre prisão hoje de Luiz Carlos Velloso, subsecretário de Turismo da atual administração do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), e detido no âmbito da Operação Tolypeutes, nova fase da Lava-Jato no Rio de Janeiro. O órgão declarou que Velloso vem exercendo as funções de Subsecretário Executivo desde janeiro de 2015 "com lealdade e competência".


Hoje, também foi preso Heitor Lopes de Sousa Junior, diretor de Engenharia da Companhia de Transportes sobre Trilhos do Estado do Rio de Janeiro (Riotrilhos). Procurada para falar sobre a prisão, a empresa informou desconhecer teor das acusações, e se colocou à disposição para eventuais esclarecimentos.


Velloso também participou da administração do ex-governador Sérgio Cabral, atualmente preso no complexo de Bangu, zona oeste do Rio. Na época, ocupava cargo de subscretário de Transportes. Cabral também foi preso no âmbito da Operação Lava-Jato.


De acordo com informações da PF, a operação deflagrada hoje visa desarticular grupo criminoso responsável por cobrar propina, e por lavagem de dinheiro em contratos de obras civis no estado do Rio de Janeiro, em especial na construção da Linha 4 do Metrô.


Procurado para falar sobre a operação, o governador do Rio informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que não irá se pronunciar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos