Bolsas

Câmbio

Dólar opera perto da estabilidade e está na casa de R$ 3,33

O mercado doméstico brasileiro volta a ter um desempenho aquém dos pares nesta sexta-feira. A moeda americana opera no Brasil bem próxima da estabilidade enquanto há sinal mais claro de baixa ante os principais emergentes. Especialistas apontam que a falta de previsibilidade no ambiente político acaba afastando os investidores dos ativos locais e a entrada de recursos para o país tem dado sinais de enfraquecimento.


Entre os pontos de atenção, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deve apresentar três denúncias contra o presidente da República, Michel Temer. A primeira delas está programada para ser entregue ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), na segunda-feira, dia 26.


Como explica o Valor, a apresentação de três denúncias obrigará, ao menos em teoria, a Câmara dos Deputados a realizar três votações para decidir sobre a abertura ou o arquivamento do processo contra o presidente. Para que a ação avance, são necessários os votos de 342 deputados, número hoje considerado de difícil alcance.


Às 9h54, o dólar comercial operava em alta de 0,03%, cotado a R$ 3,3365.


O contrato futuro para julho, por sua vez, cedia 0,10%, a R$ 3,3435.


A moeda do Brasil tem um dos piores desempenhos diários numa lista de 33 divisas globais, num dia de queda do dólar. Nesta manhã, se desvalorizam apenas o peso colombiano, a moeda da China e a divisa da Malásia. Por outro lado, o dólar cai ante o peso mexicano (-0,38%), o rublo russo (-0,49%), o rand sul-africano (-0,36%) e a lira turca (-0,05%).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos