Odebrecht Engenharia tem prejuízo de R$ 2 bilhões em 2016

A Odebrecht Engenharia e Construção, holding que controla a Construtora Norberto Odebrecht (CNO) e a Odebrecht Engenharia e Construção Internacional (Oeci), divulgou nesta sexta-feira (14) suas demonstrações financeiras de 2016, quando registrou prejuízo de R$ 2,03 bilhões, revertendo lucro de R$ 676,9 milhões alcançado no ano anterior.


O desempenho da companhia é diretamente atrelado ao resultado de equivalência patrimonial de suas controladas, que encerrou o ano passado negativo em R$ 2,47 bilhões, contra ganho de R$ 783 milhões em 2015.


Por operação, a CNO registrou perda de R$ 2,2 bilhões no ano passado, revertendo lucro de R$ 908 milhões. Já a Oeci, que representa as operações da construtora no exterior, viu seu prejuízo dobrar em 2016, para R$ 248 milhões.


O resultado da holding só não foi pior por conta de ganhos de R$ 458,6 milhões na linha de receita financeira líquida, beneficiados pela variação cambial.


O patrimônio líquido caiu pela metade no período, para R$ 5,77 bilhões.


O parecer dos auditores indicou ressalvas relacionadas a provisões da Operação Lava-Jato, em que a auditora BDO afirmou em seu parecer não saber se serão suficientes no atual estágio de negociações de acordos das empresas do grupo Odebrecht com as autoridades.


A não divulgação do balanço auditado de 2016 da Braskem, da qual a Odebrecht Engenharia e Construção possui participação indireta, também foi considerado um ponto de ressalva pelos auditores.


Na semana passada, a Odebrecht Engenharia e Construção havia informado a investidores os resultados da companhia, destacando ajustes negativos em seus resultados com o intuito de "corrigir" o passado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos