PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Todos a Bordo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Psiu, fraldas e upgrade: como passageiros irritam tripulação de aviões

Você sabe o que mais irrita os comissários a bordo? Descubra e evite repetir esses comportamentos - Getty Images/iStockphoto
Você sabe o que mais irrita os comissários a bordo? Descubra e evite repetir esses comportamentos Imagem: Getty Images/iStockphoto

Alexandre Saconi

Colaboração para o UOL, em São Paulo

06/08/2022 04h00

Voar é uma experiência que nem sempre agrada a todos. Agora, imagine se você tem de passar por experiências desgastantes com frequência.

Às vezes, é isso que pode acontecer com comissários de voo. Embora sempre treinados para atender os passageiros da melhor forma possível, algumas situações podem tirar esses profissionais do sério.

O UOL conversou com seis comissários e comissárias de voo para saber o que os incomoda durante um voo.

Veja a seguir a lista de atitudes mais desgastantes para os comissários dos voos:

Atrapalhar o embarque dos outros passageiros

Ficar andando pelo corredor enquanto os outros passageiros estão entrando no avião, deixar a bagagem no corredor, ficar fazendo selfies na porta, entre outras atitudes, atrapalham o embarque.

Isso pode gerar atrasos que causam penalidades às companhias e atrasam uma conexão de outra pessoa, por exemplo.

Falta de educação

Ter educação é bom em toda situação. Os comissários estão nos aviões trabalhando, e não a passeio. Mesmo se estivessem sem trabalhar, nada justifica uma grosseria.

Por isso, mais ainda vale respeitar e ser educado com esses profissionais

Achar que são obrigados a carregar a bagagem dos passageiros

Cortesia e educação são marcas da categoria, mas não vale abusar. Eventualmente, os comissários acabam ajudando pessoas que têm algum problema de mobilidade ou estejam machucadas, mas essa não é a obrigação deles.

Colocar as malas nos bagageiros acima dos assentos é responsabilidade de cada um. No TikTok, a comissária Cierra Mist ainda lembra que os comissários só são remunerados a partir do momento em que o avião está com as portas fechadas e os freios são liberados.

Então, de novo, nada de abusar!

Achar que os tripulantes estão à disposição somente deles

Os comissários e comissárias têm de lidar com uma grande quantidade de situações envolvendo a segurança do voo e o serviço de bordo, entre outras questões. Achar que eles estão ali para serem mordomos das suas necessidades pessoais não costuma dar certo.

Isso também vale para quando o passageiro tenta monopolizar o atendimento para sua família ou grupo.

Pedir o serviço de bordo em "parcelas"

Preparar o serviço de bordo de centenas de passageiros a bordo requer uma logística complicada no curto espaço de tempo disponível. Para evitar que alguém fique com fome e otimizar a entrega dos alimentos e bebidas, planejamento é fundamental.

Por isso, fazer o pedido picado atrapalha a organização dos comissários, que terão de adaptar a forma de cumprir o serviço a cada parte do pedido ou a cada alteração feita, atrasando o serviço de todos os passageiros.

Como o espaço é curto, é preciso agir da maneira o mais organizada possível. Imagine todos os copos de bebida serem servidos e, no momento em que as refeições estão sendo preparadas, alguém pede uma bebida fora do momento: A tripulação terá de buscar espaço e se reorganizar para conseguir aquela demanda fora do momento adequado.

Questionar ou não cumprir os procedimentos de segurança

As instruções de segurança são regras mundiais e devem ser seguidas. O seu descumprimento pode render até mesmo uma prisão.

Comissários são agentes responsáveis pela segurança a bordo, e não meros garçons. O serviço de bordo é algo complementar, e, inclusive, nem é obrigatório que ele aconteça na maioria das vezes.

Por isso, enquanto as instruções de segurança estiverem sendo apresentadas, preste atenção ou, pelo menos, fique quieto para não atrapalhar este momento.

Trocar fralda de bebês fora de lugar

Mães e pais que trocam as fraldas de seus filhos nos assentos acabam espalhando o cheiro do cocô das crianças pelo ar. O ideal é trocar no banheiro do avião.

Para piorar, tem gente que ainda chama os comissários para entregarem a fralda suja para que eles levem para o lixo.

Ocupar um bagageiro inteiro sozinho

O espaço do bagageiro acima dos assentos é para ser dividido com todos os passageiros, e não só para a bagagem de quem resolver levar várias malas sozinho. Como o espaço é curto, é preciso saber dividir e organizar o que se leva a bordo.

Para piorar, os bagageiros acima das poltronas não comportam uma mala padrão por passageiro em alguns modelos de avião. Um exemplo é o Boeing 737 Max 8, que pode levar até 210 passageiros, mas, no máximo, 178 malas dentro do limite padronizado de 55 cm de altura, 35 cm de largura e 25 cm de profundidade.

Insistir em mudar de assento ou por um upgrade

Se você escolheu o assento onde está, não tente tirar vantagem e insistir para mudar após embarcar. Nem um upgrade ou ir para os assentos da área de emergência, onde o espaço para as pernas costuma ser maior.

Se você quer mais benefícios, eles devem ser contratados com a empresa, de preferência, antes do voo. Em 2015, o apresentador Danilo Gentili perdeu um processo no qual pedia indenização por danos morais contra a então Tam (hoje Latam) por ter mudado para um assento com mais espaço para as pernas sem ter pago o valor adicional pelo serviço.

No desentendimento, que havia ocorrido em 2012, um funcionário da empresa disse para Gentili se retirar do assento, que ficava na saída de emergência. Com a derrota, o apresentador foi condenado a pagar R$ 2.500 à época para a companhia aérea.

Exigir prioridade no desembarque

Quase todos têm horário, e nem sempre dá para priorizar alguém. Mesmo com a necessidade individual do passageiro, seja por uma conexão ou por um compromisso, há vários passageiros que também precisam desembarcar, e cada um sairá do avião no momento adequado.

Chamar por 'psiu', estalando os dedos...

Educação, novamente, deve ser a regra. Ainda, muitos aviões contam com botão acima dos assentos para chamar o comissário, que deverá lhe atender assim que for possível.

Largar uma montanha de lixo para trás

Durante o voo e ao desembarcar, saiba onde deixar o lixo. Às vezes costuma-se encontrar fraldas sujas deixadas para trás e, até mesmo, garrafas com urina.

Se recusar a usar máscara

Máscara avião - FabrikaCr/ iStock - FabrikaCr/ iStock
Usar máscara em alguns voos ainda é obrigatório
Imagem: FabrikaCr/ iStock

Usar máscara ainda é obrigatório em voos em diversos locais, então, se a tripulação orientar a utilização dela, é preciso obedecer. Ficar sem a máscara pode garantir uma retirada compulsória do passageiro indisciplinado da aeronave.

Durante o ano de 2021 nos Estados Unidos foram reportados 5.981 casos de passageiros indisciplinados, sendo que 4.920 foram de pessoas que se recusaram a usar máscaras nos voos.

Ignorar (de propósito) quando os comissários oferecem algo

Embora muitas pessoas pensem que os comissários sejam garçons, na verdade, eles são agentes de segurança do voo. O serviço de bordo é uma atividade complementar. Ignorar esses profissionais de propósito é um dos motivos que mais incomodam, além de ser uma grande falta de educação.

*****

Esse é um recorte da percepção de alguns dos profissionais, e não busca ser um consenso sobre toda a categoria. Tem algo que te incomoda mais em um voo? Mande para nós, escreva nos comentários.