IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

Chefe do Kumon: Falam que criança japonesa é mais inteligente que brasileira, mas são todas iguais

29/08/2022 14h45

José Julio Segala, vice-presidente executivo do Kumon América do Sul, diz em entrevista na série UOL Líderes, que as crianças são iguais no mundo todo e que não há diferença de inteligência nem de disciplina entre as japonesas e as brasileiras. "Falam que as crianças japonesas são mais inteligentes que as crianças brasileiras? Não, elas são todas iguais. Elas são mais disciplinadas? Não, elas também choram, riem, batem o pé, têm birras", afirma o executivo. Em 2022, o Kumon completa 45 anos de Brasil (chegou em 1977). A metodologia de ensino foi desenvolvida em 1954 pelo japonês Takeshi Kumon, com o objetivo de ensinar o filho mais velho nos estudos. No Brasil, o Kumon possui atualmente 1.500 franquias e 175 mil alunos. O método oferece, de forma autoinstrutiva, as disciplinas de matemática, português, inglês e, em algumas unidades, o japonês. São impressos anualmente 32 milhões de blocos "Kumon". Na entrevista, Segala fala também do impacto da pandemia nos alunos e franqueados, dos custos de abrir uma franquia e das diferenças tributárias entre Brasil e Japão.