São Paulo sofre engarrafamento recorde de 344 quilômetros

São Paulo, 23 mai (EFE).- São Paulo sofre na noite desta sexta-feira com um engarrafamento recorde, com 344 quilômetros de ruas com trânsito lento.

O engarrafamento registrado às 19 (de Brasília), hora de pico, foi o maior já medido pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) na história da metrópole.

O recorde anterior foi registrado em 14 de novembro do ano passado, quando milhares de paulistanos tentavam sair da cidade para aproveitar o feriado da Proclamação da Repúblicae e provocaram um engarrafamento de 309 quilômetros.

Segundo os técnicos da CET, a lentidão nas ruas de São Paulo foi amplificada pela chuva que castigou a cidade no início da noite e pelo típico alto número de veículos que circulam no início do fim de semana.

A situação também foi atribuída à greve de motoristas de ônibus que parou São Paulo terça e quarta-feira, que fez com que muitas pessoas optassem por ir ao trabalho de carro com receio de uma nova paralisação.

A greve, que terminou na meia-noite de quarta-feira, já tinha provocado na terça-feira o maior engarrafamento deste ano, com 261 quilômetros de vias com trânsito lento.

Outro obstáculo para os motoristas nesta sexta-feira foi um protesto realizado por cerca de mil professores públicos em greve, que bloquearam o Viaduto do Chá, em frente a prefeitura, no centro da cidade.EFE

cm/cd

Últimas de Economia



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos