IPCA
0.11 Ago.2019
Topo

Agronegócio


Mais renda aumenta consumo de cerveja, vinho, queijo e iogurte, diz governo

Do UOL, em São Paulo

14/10/2013 13h43

O crescimento da renda dos brasileiros nos últimos cinco anos tem puxado o aumento do consumo interno de alimentos de maior valor agregado, como carnes e derivados do leite, além de bebidas, como cerveja e vinho. É o que aponta levantamento feito pela Assessoria de Gestão Estratégica do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

De acordo com dados fornecidos pelo órgão, em cinco anos a renda da população teve alta de 8,6%. Segundo o coordenador de Planejamento Estratégico do ministério, José Garcia Gasques, a tendência é de que o aumento do consumo continue na próxima década.

Entre os alimentos industrializados que ampliaram as vendas nos últimos cinco anos estão queijo (com alta de 3,52% ao ano), azeite (3,06% ao ano),  iogurte (2,97%), carne bovina (2,77%), leite de vaca (2,29%) e carne de frango (1,87%), segundo o levantamento.

Entre as bebidas, destaque para a cerveja (crescimento de 3,85% ao ano), vinho (3,2%) e cachaça (2,11%).

“Produtos básicos, como arroz e feijão, devem ter o crescimento do consumo associado ao aumento da população. Essa demanda tem crescido por volta de 1% ao ano, pouco abaixo do crescimento populacional do país. No entanto, outros com maior valor agregado serão ainda mais buscados no mercado devido ao maior poder aquisitivo dos brasileiros”, afirma o coordenador do ministério.

“A continuidade do aumento da renda dos brasileiros na próxima década deve manter a média de crescimento do consumo desses produtos”, diz Gasques.

Segundo dados do Ipeadata, a renda per capita dos brasileiros tem aumentado a uma taxa anual de 1,72% em cinco anos, passando de US$ 10,69 mil em 2008 para US$ 11,61 mil em 2012.

Mais Agronegócio