Direto da BolsaDireto da Redação

Cobertura de notícias sobre mercados, ações e investimentos no Brasil e no exterior

Metalúrgica Gerdau adquire 80,35% das ações ordinárias da Gerdau

A holding Metalúrgica Gerdau informou que adquiriu 80,35% das ações ordinárias (com direito a voto) da siderúrgica Gerdau nesta terça-feira (22). A transação foi feita a partir de uma oferta pública, por meio da troca das ações ordinárias por ações preferenciais (com prioridade na distribuição de dividendos) da siderúrgica. No leilão, a Metalúrgica Gerdau adquiriu 70.714.542 ações ordinárias da Gerdau, que foram trocadas na proporção de uma para uma por ações preferenciais da mesma companhia. (Com Reuters) Leia Mais

Bolsa sobe 2% e atinge maior nível desde 2011; Eletrobras salta quase 50%

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta terça-feira (22) em alta de 2,01%, a 70.011,25 pontos. É a maior alta percentual diária desde 2 de maio (+2,02%) e o maior nível de fechamento desde 19 de janeiro de 2011 (70.058,08 pontos). Desde essa data o índice não fechava acima de 70 mil pontos. Na véspera, a Bolsa havia caído 0,12%. A maior alta do dia foi da Eletrobras. As ações ordinárias (com direito a voto) da empresa saltaram 49,3%, a R$ 21,20, enquanto as preferenciais (que dão prioridade na distribuição de dividendos) saltaram 32,08%, a R$ 23,55. Investidores estavam otimistas com a proposta de privatizar a companhia anunciada na segunda-feira. (Com Reuters) Leia Mais

Dólar sobe 0,4% e fecha a R$ 3,181, na segunda alta seguida

dólar comercial fechou esta terça-feira (22) em alta de 0,4%, cotado a R$ 3,181 na venda. É o segundo avanço seguido da moeda norte-americana, que subiu 0,71% na véspera. Investidores estavam cautelosos, após a comissão que analisa a criação da TLP (Taxa de Longo Prazo) ser encerrada sem votar o tema. A nova taxa vai substituir a TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo), usada como base nos empréstimos do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social). (Com Reuters) Leia Mais

Ações da Eletrobras disparam quase 50% após notícia de privatização

As ações da Eletrobras (ELET3) operavam em alta de mais de 47% na Bolsa nesta nesta terça-feira (22), após a notícia de que o governo pretende privatizar a companhia, divulgada na véspera. Por volta das 16h30, os papéis disparavam 48,94%, a 21,15. Nos Estados Unidos, os ADRs (recibos de ações negociados na Bolsa norte-americana) da Eletrobras também saltavam na casa dos 50% na Bolsa de Nova York. A proposta do Ministério de Minas e Energia de privatizar a Eletrobras, com a venda do controle da elétrica federal, pode gerar uma arrecadação de até R$ 20 bilhões para a União, disse à agência de notícias Reuters o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho. (Com Reuters) Leia Mais

Bolsa sobe quase 2% e dólar opera praticamente estável, perto de R$ 3,17

A Bolsa subia quase 2% e o dólar comercial operava praticamente estável nesta terça-feira (22). Por volta das 16h30, a moeda norte-americana tinha leve alta de 0,05%, a R$ 3,17 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, subia 1,95%, a 69.970,52 pontos, com investidores otimistas com a proposta de privatizar a Eletrobras (ELET3). (Com Reuters)

Análise: Brasil precisa ter saldo positivo de R$160 bi para estancar dívida

Para que a dívida pública do Brasil pare de crescer, o país teria de fazer superavit primário (saldo positivo nas contas do governo, usado para para pagar os juros da dívida pública) anual de R$ 160 bilhões daqui para frente, levando em consideração as atuais condições econômicas, calcularam especialistas consultados pela agência de notícias Reuters. Só para 2017, portanto, o esforço fiscal chegaria a R$ 320 bilhões, ou 5% do PIB (Produto Interno Bruto), já que a previsão do próprio governo é de fechar este ano com rombo de R$ 159 bilhões, mesmo valor esperado para 2018. (Com Reuters) Leia Mais

Ações da Eletrobras disparam mais de 47% após notícia de privatização

As ações da Eletrobras (ELET3) operavam em alta de mais de 47% na Bolsa nesta nesta terça-feira (22), após a notícia de que o governo pretende privatizar a companhia, divulgada na véspera. Por volta das 15h45, os papéis disparavam 47,82%, a R$ 20,99. Nos Estados Unidos, os ADRs (recibos de ações negociados na Bolsa norte-americana) da Eletrobras também saltavam mais de 47% na Bolsa de Nova York. A proposta do Ministério de Minas e Energia de privatizar a Eletrobras, com a venda do controle da elétrica federal, pode gerar uma arrecadação de até R$ 20 bilhões para a União, disse à agência de notícias Reuters o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho. (Com Reuters) Leia Mais

Bolsa sobe mais de 2% e dólar opera em queda, perto de R$ 3,16

A Bolsa operava em alta de mais de 2% e o dólar comercial caía nesta terça-feira (22). Por volta das 15h45, a moeda norte-americana tinha baixa de 0,13%, a R$ 3,164 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, subia 2,15%, a 70.113,21 pontos, com investidores otimistas com a proposta de privatizar a Eletrobras (ELET3). (Com Reuters)

Ações da Eletrobras disparam mais de 40% após notícia de privatização

As ações da Eletrobras (ELET3) operavam em alta de mais de 40% na Bolsa nesta nesta terça-feira (22), após a notícia de que o governo pretende privatizar a companhia, divulgada na véspera. Por volta das 13h40, os papéis disparavam 44,23%, a R$ 20,48. Nos Estados Unidos, os ADRs (recibos de ações negociados na Bolsa norte-americana) da Eletrobras também saltavam mais de 45% na Bolsa de Nova York. A proposta do Ministério de Minas e Energia de privatizar a Eletrobras, com a venda do controle da elétrica federal, pode gerar uma arrecadação de até R$ 20 bilhões para a União, disse à agência de notícias Reuters o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho. (Com Reuters) Leia Mais

Bolsa sobe mais de 2% e dólar opera em queda, perto de R$ 3,16

A Bolsa operava em alta de mais de 2% e o dólar comercial caía nesta terça-feira (22). Por volta das 14h35, a moeda norte-americana tinha baixa de0,38%, a R$ 3,156 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, subia 2,12%, a 70.092,24 pontos, com investidores otimistas com a proposta de privatizar a Eletrobras (ELET3). (Com Reuters)

Petrobras: Produção na área de Libra deve começar até fim de outubro

A produção de petróleo da primeira unidade a operar na área de Libra, no pré-sal da Bacia de Santos, deve começar até o fim de outubro, disse um executivo da Petrobras nesta terça-feira (22), após problemas técnicos atrasarem o início esperado para julho, quando a companhia obteve a licença de operação. "Estamos falando sobre um atraso de dois ou três meses em relação ao que pretendíamos fazer antes", disse Osmond Coelho, gerente geral para o projeto de Libra da Petrobras, durante um evento no Rio de Janeiro. (Com Reuters) Leia Mais

Maioria das Bolsas da Europa fecha em alta; Alemanha sobe 1,35%

As Bolsas da Europa fecharam em alta nesta terça-feira (22), com exceção do mercado italiano, que registrou queda. Veja as variações:

  • Alemanha: +1,35%
  • França: +0,87%
  • Inglaterra: +0,86%
  • Espanha: +0,48%
  • Portugal: +0,47%
  • Itália: -0,11%. (Com Reuters)
Leia Mais

JBS vai investir de R$ 30 mi na criação de empresa de fertilizantes

A JBS vai investir mais de US$ 30 milhões na criação de uma nova empresa de fertilizantes, que deve entrar em operação dentro de um ano, disse a gigante do setor de proteínas nesta terça-feira (22). "Seremos a primeira empresa de alimentos no Brasil a utilizar resíduos orgânicos gerados em nossas fábricas para produzir fertilizantes e, com isso, passaremos a atuar no mercado agrícola", disse em nota o presidente da JBS Novos Negócios, Nelson Dalcanale. (Com Reuters) Leia Mais

Ações da Eletrobras disparam quase 50% após notícia de privatização

As ações da Eletrobras (ELET3) operavam em alta de quase 50% na Bolsa nesta nesta terça-feira (22), após a notícia de que o governo pretende privatizar a companhia, divulgada na véspera. Por volta das 13h40, os papéis disparavam 49,01%, a R$ 21,16. Nos Estados Unidos, os ADRs (recibos de ações negociados na Bolsa norte-americana) da Eletrobras também saltavam quase 50% na Bolsa de Nova York. A proposta do Ministério de Minas e Energia de privatizar a Eletrobras, com a venda do controle da elétrica federal, pode gerar uma arrecadação de até R$ 20 bilhões para a União, disse à agência de notícias Reuters o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho. (Com Reuters) Leia Mais

Bolsa sobe mais de 2% e dólar opera em queda, perto de R$ 3,15

A Bolsa operava em alta de mais de 2% e o dólar comercial caía nesta terça-feira (22). Por volta das 13h35, a moeda norte-americana tinha baixa de 0,46%, a R$ 3,154 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, subia 2,19%, a 70.140,13 pontos, com investidores otimistas com a proposta de privatizar a Eletrobras (ELET3). (Com Reuters)

Petrobras corta preço da gasolina em 0,1% nas refinarias; diesel cai 1,8%

A Petrobras vai reduzir os preços do óleo diesel em 1,8% e os da gasolina em 0,1% nas refinarias a partir de quarta-feira (23), segundo comunicado publicado pela estatal em seu site nesta terça-feira (22). As mudanças fazem parte da nova política de preços da Petrobras, que prevê reajustes quase que diários para as cotações dos combustíveis.

Ações da Eletrobras disparam mais de 40% após notícia de privatização

As ações da Eletrobras (ELET3) operavam em alta de mais de 40% na Bolsa nesta nesta terça-feira (22), após a notícia de que o governo pretende privatizar a companhia, divulgada na véspera. Por volta das 12h35, os papéis disparavam 41,62%, a R$ 20,11. Nos Estados Unidos, os ADRs (recibos de ações negociados na Bolsa norte-americana) da Eletrobras também saltavam mais de 41% na Bolsa de Nova York. A proposta do Ministério de Minas e Energia de privatizar a Eletrobras, com a venda do controle da elétrica federal, pode gerar uma arrecadação de até R$ 20 bilhões para a União, disse à agência de notícias Reuters o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho. (Com Reuters) Leia Mais

Farmacêutica Pfizer anuncia novo presidente no Brasil

O executivo Carlos Murillo, de 45 anos, que estava à frente da Pfizer no Chile, acaba de assumir a presidência da farmacêutica no Brasil, em substituição a Victor Mezei. Após 11 anos de empresa, Mezei deixou o comando da operação brasileira no fim de julho. Em nota, a Pfizer informa que Murillo tem 20 anos de experiência no setor farmacêutico e 12 anos de companhia, e desde 2013, liderava os negócios no Chile. Graduado em economia e em administração de empresas, ambas pela Arizona State University, nos Estados Unidos, Carlos Murillo concluiu um MBA em Negócios na Thunderbird School of Global Management. (Com Valor) Leia Mais

Governo aprova alta de 13,2% na conta de luz da Equatorial no MA

A diretoria da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou em reunião nesta terça-feira (22) um aumento médio de 13,21% nas tarifas da distribuidora de eletricidade Cemar, da Equatorial Energia, responsável pelo fornecimento no Maranhão. A alta vem em meio ao processo de revisão das tarifas da concessionária pelo órgão regulador, que acontece a cada quatro anos, em média. A Cemar atende 2,3 milhões de unidades consumidoras. (Com Reuters)

Bolsa sobe mais de 2% e dólar opera em queda, perto de R$ 3,15

A Bolsa operava em alta de mais de 2% e o dólar comercial caía nesta terça-feira (22). Por volta das 12h15, a moeda norte-americana tinha baixa de 0,49%, a R$ 3,153 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, subia 2,26%, a 70.189,05 pontos, com investidores otimistas com a proposta de privatização da Eletrobras (ELET3), que pode ajudar nas contas públicas e ainda atrair recursos estrangeiros. (Com Reuters)

Ações da Eletrobras disparam mais de 35% após notícia de privatização

As ações da Eletrobras (ELET3) operavam em alta de mais de 35% na Bolsa nesta nesta terça-feira (22), após a notícia de que o governo pretende privatizar a companhia, divulgada na véspera. Por volta das 11h35, os papéis disparavam 35,7%, a R$ 19,27. Nos Estados Unidos, os ADRs (recibos de ações negociados na Bolsa norte-americana) da Eletrobras também saltavam mais de 35% na Bolsa de Nova York. A proposta do Ministério de Minas e Energia de privatizar a Eletrobras, com a venda do controle da elétrica federal, pode gerar uma arrecadação de até R$ 20 bilhões para a União, disse à agência de notícias Reuters o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho. (Com Reuters) Leia Mais

Governo diz que ainda não definiu modelo de privatização da Eletrobras

O governo ainda não decidiu se vai privatizar a estatal de geração e distribuição de energia elétrica Eletrobras vendendo o controle da empresa ou emitindo novas ações, disse nesta terça-feira (22) o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Eduardo Guardia. Se optar pela emissão, haverá diluição dos papéis, reduzindo a participação do Estado. Segundo Guardia, o modelo de privatização da elétrica "não pode" ser adiantada, nem qual será a forma e nem a participação final da União. (Com Reuters) Leia Mais

Bolsa sobe mais de 2% e dólar opera em queda, perto de R$ 3,15

O dólar comercial caía, e a Bolsa operava em alta nesta terça-feira (22). Por volta das 11h15, a moeda norte-americana tinha baixa de 0,46%, a R$ 3,154 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, registrava valorização de 2,05%, a 70.040,9 pontos, com investidores otimistas com a proposta de privatização da Eletrobras (ELET3), que pode ajudar nas contas públicas e ainda atrair recursos estrangeiros. (Com Reuters)

CPFL diz que modelo estudado para venda da Eletrobras já teve sucesso

O modelo estudado pelo governo federal para a privatização da Eletrobras, com previsão de que a União seguirá como minoritária na empresa e terá poder de veto em algumas decisões, já foi testado com sucesso no Brasil em outras ocasiões, e a notícia é "muito positiva", disse nesta terça-feira (22) o presidente da elétrica CPFL Energia, André Dorf. A CPFL é controlada pela gigante chinesa State Grid, que tem realizado aquisições de grande porte no Brasil, mas Dorf disse que ainda é cedo para falar em um eventual interesse da empresa em comprar uma fatia na Eletrobras. (Com Reuters)

Eletrobras: Ações operam em alta de mais de 30% após notícia de privatização

As ações da Eletrobras (ELET3) operavam em alta de mais de 30% na Bolsa nesta nesta terça-feira (22), após a notícia de que o governo pretende privatizar a companhia, divulgada na véspera. Por volta das 10h35, os papéis disparavam 30,14%, a R$ 18,48. Nos Estados Unidos, os ADRs (recibos de ações negociados na Bolsa norte-americana) da Eletrobras também disparavam, mais de 32%, após a abertura dos mercados em Nova York. A proposta do Ministério de Minas e Energia de privatizar a Eletrobras, com a venda do controle da elétrica federal, pode gerar uma arrecadação de até R$ 20 bilhões para a União, disse à agência de notícias Reuters o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho. (Com Reuters) Leia Mais

Bolsa sobe mais de 1% e dólar opera em queda, perto de R$ 3,16

O dólar comercial caía, e a Bolsa operava em alta nesta terça-feira (22). Por volta das 10h10, a moeda norte-americana tinha baixa de 0,3%, a R$ 3,159 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, registrava valorização de 1,43%, a 69.619,16 pontos, com investidores animados com a proposta de privatização da Eletrobras (ELET3), que pode ajudar nas contas públicas e ainda atrair recursos estrangeiros. Na véspera, a Bolsa fechou em queda de 0,12%. (Com Reuters)

Ações da Eletrobras entram em leilão na Bolsa

As ações da Eletrobras (ELET3, ELET6) entraram em leilão na Bolsa brasileira nesta terça-feira (22), após a notícia de que o governo pretende privatizar a companhia, divulgada na véspera. A proposta do Ministério de Minas e Energia de privatizar a Eletrobras, com a venda do controle da elétrica federal, pode gerar uma arrecadação de até R$ 20 bilhões para a União, disse à agência de notícias Reuters o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho. (Com Reuters) Leia Mais

Ações da Eletrobras nos EUA disparam 28,09% na Bolsa de NY

Os ADRs (recibos de ações negociados na Bolsa norte-americana) da Eletrobras subiam fortemente em reação à notícia de que o governo pretende privatizar a companhia, divulgada na véspera. No pré-mercado de Nova York, o papel avançava 28,09% para US$ 5,70. Outros papéis de companhias brasileiras também operavam em alta no pré-mercado. É o caso de Petrobras, que ganha 2,07% para US$ 8,88, e Vale, que tem alta de 1,20%, para US$ 10,11. (Com Valor) 

Governo prevê obter R$ 20 bi com privatização da Eletrobras, diz ministro

A proposta do Ministério de Minas e Energia de privatizar a Eletrobras, com a venda do controle da elétrica federal, pode gerar uma arrecadação de até R$ 20 bilhões para a União, disse à agência de notícias Reuters o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho. O ministério anunciou na segunda-feira (21) a intenção de desestatizar a empresa e, de acordo com Coelho Filho, o processo será conduzido por meio da emissão de novas ações, diluindo a fatia da União. (Com Reuters)  Leia Mais

Banco pode dar desconto a devedor desempregado para evitar perdas

Você está endividado e ainda por cima perdeu o emprego? A partir de fevereiro de 2018, os bancos poderão adotar novas regras para melhorar a negociação de dívidas com seus clientes, evitar que eles se afundem ainda mais e deem um calote. Casos de desemprego, divórcio, doença ou morte dentro da família podem ter tratamento especial. Os bancos também deverão ficar de olho nos clientes que ainda pagam as contas em dia, mas estão com tantas prestações que podem ficar inadimplentes a qualquer momento.  Leia Mais

Bolsa da China fecha em alta; empresa de telecomunicação salta 10%

As Bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam em alta nesta terça-feira (22), exceto a do Japão. O mercado chinês subiu puxado, mais uma vez, pelas ações da empresa de telecomunicação China Unicom, que saltaram 10% pelo segundo dia. As empresas financeiras e de matérias-primas também registraram fortes ganhos. Veja as variações das Bolsas da região:

  • Japão: -0,05%
  • Hong Kong: +0,91%
  • China:+0,13%
  • Coreia do Sul: +0,44%
  • Taiwan:+0,64%
  • Cingapura: +0,52%
  • Austrália: +0,42%. (Com Reuters)
Leia Mais

Conversor de moedas

Resultado:

Câmbio

Dólar comercial - 20/09/2017 13h30
Compra Venda Variação
Dólar com. 3,1184 3,1193 -0,54%
Dólar tur. 2,9900 3,2400 -2,12%
Euro 3,7427 3,7441 -0,45%
Libra 4,2284 4,2315 -0,09%
Pesos arg. 0,1819 0,1821 -0,65%

Fonte Thompson Reuters

Veja outras cotações

Bolsas de Valores

Bovespa - 20/09/2017 13h37 - 75.566,37
Variação
Brasil | Bovespa -0,54%
EUA | Nasdaq -0.12%
França | CAC 40 +0.08%
Japão | Nikkei +0.05%

Fonte Thompson Reuters

Veja outras cotações

Ações em destaque

Ação Variação Cotação
Veja outras cotações

Commodities

Venda Variação
Petróleo (Brent) US$ 58,480 +1,46%
Ouro US$ 1312,970 0,0%
Prata US$ 17,350 +0,2%
Platina US$ 945,590 -0,06%
Paládio US$ 913,450 -0,07%

Fonte Thompson Reuters

Inflação

Índice Mês Valor
IPCA ago.17 +0,19%
IPC-Fipe ago.17 +0,1%
IGP-M ago.17 +0,1%
INPC ago.17 -0,03%

Fonte Thompson Reuters

Indicadores

Valor Atualização
Salário Mínimo R$ 937,00 2017
Global 40 +112,32% 20.Set.2017
TR 0,0% 20.Set.2017
CDI +8,14% 20.Set.2017
SELIC +8,25% 06.set.2017
IPCA +0,19% ago.17

Fonte Thompson Reuters

Últimas notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos