IPCA
0,42 Mar.2024
Topo

A Companhia

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Empresa de papel faz embalagens sustentáveis; ações têm alta de 28% em 2022

Divulgação/Irani
Imagem: Divulgação/Irani

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/03/2023 09h07

Esta é a versão online da newsletter A Companhia enviada hoje (21). Quer receber antes o boletim e diretamente no seu email? Clique aqui. Os assinantes UOL ainda podem receber dez newsletters exclusivas toda semana.

O destaque da semana na newsletter A Companhia é a Irani Papel e Embalagem, escolhida por Julia Monteiro, analista da MyCAP Investimentos.

Segundo ela, um dos grandes atrativos da empresa é o foco em iniciativas renováveis e sustentáveis, que trazem independência e aumentam o potencial de expansão dos negócios.

Nesse sentido, o grupo possui em andamento a chamada "Plataforma Gaia", que reúne uma série de projetos para ampliar a competitividade, capacidade de produção e suficiência energética, com conclusão prevista para o fim de 2025.

"Além disso, a companhia apresenta resiliência, pequena rotatividade de clientes e receita pulverizada, o que lhe confere autonomia para gestão de portfólio", afirma a especialista, lembrado que Irani se propõe a personalizar os produtos demandados, com destaque para os que atendem a linha de alimentos.

Em meados de 2021, por exemplo, a empresa lançou um papel para produção de embalagens e papelão ondulado que promete inativar, por contato, o vírus que causa a covid-19. O produto, desenvolvido em parceria com a Nanox Tecnologia, possui micropartículas de prata e sílica incorporadas em sua estrutura, o que permitiria eliminar também bactérias e fungos.

Outra iniciativa é uma embalagem de cápsula de café que impede o vazamento do produto após a utilização, facilitando a reciclagem.

"Mais um diferencial da companhia é o fato de operar verticalmente, da cadeia de produção até a ponta de venda."

No quarto trimestre do ano passado, a empresa obteve lucro líquido de R$ 86 milhões, volume 35,7% maior em relação a igual período de 2021. No acumulado de 2022, o resultado foi positivo em R$ 378 milhões, com alta de 32,6%.

Neste ano, até 16 de março, as ações da Irani (RANI3) registram ganho de 2%, conforme dados do TradeMap, hub independente do mercado financeiro. No acumulado de 2022, os papéis tiveram alta de 27,7%.

Saiba mais sobre a Irani

Trata-se de uma das principais produtoras brasileiras de papel para embalagens e papelão ondulado. Fundado em 1941, em Porto Alegre (RS), o grupo possui ações listadas na Bolsa desde 1977.

A companhia tem quatro unidades de negócios - florestal, papel, embalagem e resina -, distribuídas pelos seguintes estados: São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

LEIA MAIS NA NEWSLETTER

Este material não é um relatório de análise, recomendação de investimento ou oferta de valor mobiliário. Este conteúdo é de responsabilidade do corpo jornalístico do UOL Economia, que possui liberdade editorial. Quaisquer opiniões de especialistas credenciados eventualmente utilizadas como amparo à matéria refletem exclusivamente as opiniões pessoais desses especialistas e foram elaboradas de forma independente do Universo Online S.A.. Este material tem objetivo informativo e não tem a finalidade de assegurar a existência de garantia de resultados futuros ou a isenção de riscos. Os produtos de investimentos mencionados podem não ser adequados para todos os perfis de investidores, sendo importante o preenchimento do questionário de suitability para identificação de produtos adequados ao seu perfil, bem como a consulta de especialistas de confiança antes de qualquer investimento. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura e não está isenta de tributação. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, a depender de condições de mercado, podendo resultar em perdas. O Universo Online S.A. se exime de toda e qualquer responsabilidade por eventuais prejuízos que venham a decorrer da utilização deste material.