PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

João Branco

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Por que é importante ter metas pessoais e como lidar com elas

Conteúdo exclusivo para assinantes
João Branco

João Branco tem mais 20 anos de experiência em grandes marcas e trabalha desde 2014 no McDonald's, onde é o Diretor de Marketing e lidera o talentoso time que está batendo todos os recordes de vendas da história do Big Mac. João estudou em algumas das melhores universidades do mundo mas aprendeu no "Méqui" o que nenhuma aula teórica foi capaz de ensinar: que o resultado sempre vem quando o consumidor ama muito tudo isso.

Colunista do UOL

25/08/2021 04h00

"Onde você quer estar daqui a cinco anos?". Essa é uma pergunta clássica em entrevistas de emprego. Mas também é um ponto de partida muito usado em sessões de aconselhamento. Porque qualquer tipo de planejamento futuro precisa ter uma ideia da direção para onde queremos apontar.

Mas é uma pergunta chata. Eu mesmo não sei respondê-la com perfeição. Não porque não sei o que quero, mas porque escolho não ficar obcecado por uma conquista específica. Prefiro pensar em "como" quero estar daqui a algum tempo do que em um cargo, um pote de dinheiro, ou uma outra coisa que possa ser resumida por um número.

De qualquer forma essa é uma reflexão muito importante. Parar para pensar no futuro é como levar o carro para uma revisão geral no mecânico. Fazer um alinhamento dos pneus para garantir que não estamos desviando do caminho. Confirmar se o motor está "saudável", se as engrenagens estão rangendo e se aguentam bastante tempo ainda.

E para trazer toda essa discussão para a prática, é importante traçar metas. Estou falando de pontos intermediários na jornada de longo prazo. Você é solteiro e se propõe a estar com um casamento feliz daqui a 5 anos? Seria normal esperar que daqui a doze meses estivesse mais perto desse desejo do que está hoje. O mesmo vale para objetivos de negócios, de desenvolvimento pessoal, de equilíbrio de vida ou de relacionamentos. Deixo aqui 3 dicas para te ajudar nesse processo:

1. Definir as suas metas começa com uma boa reflexão sobre os seus valores, prioridades e os seus desejos para a vida. Mais importante do que definir o que você quer é pensar em "por quê você quer o que você quer". Porque isso muda totalmente as suas metas. Por exemplo, se você está planejando montar um restaurante para ter recursos para dar mais conforto para a sua família, sua principal meta deve ser relacionada ao conforto da sua família e não sobre as vendas da loja.

2. Quando falamos de metas para a vida pessoal, prefira tratá-las como uma referência e não como uma obrigação que não pode ser mudada de jeito nenhum. Disciplina, compromisso e empenho são fundamentais para conquistar as coisas na vida, por isso leve as metas a sério. Mas cuidado para não virar escravo de si mesmo. Elas não existem para serem atingidas a qualquer custo. As circunstâncias mudam, as metas também. Não se esqueça que elas existem para deixar a sua vida mais produtiva e satisfatória.

3. O mais importante de ter metas é justamente poder fazer uma revisão de tempos em tempos e ajustar a rota. E é por isso que vale a pena definir como você vai medir o que definiu como "sucesso".

Pense comigo: você conseguiria perder 30kg sem nunca usar uma balança? Não é uma pergunta tão óbvia quanto parece. Quem já tentou emagrecer sabe da importância dessa métrica. Mas a verdade é que, ainda que ela seja importante, é evidente que é possível perder peso sem ela. Ter uma balança não garante que você vai emagrecer. Só garante que você vai ser avisado se o plano precisar de ajuste.

Você tinha metas para esse ano? Ainda temos 4 meses até ele acabar. Aproveite para fazer o seu balanço hoje e corrigir o que for necessário. Ainda dá tempo de mudar o rumo desse ano!

balança - Felipe Tomazelli - Felipe Tomazelli
balança
Imagem: Felipe Tomazelli

PUBLICIDADE

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL