IPCA
0.01 Jun.2019
Topo

Cotações


Cotações

Ação preferencial da Petrobras tem menor peso no Ibovespa desde 1993

Do UOL, em São Paulo

2015-01-02T14:06:12

02/01/2015 14h06

As ações preferenciais da Petrobras (PETR4) perderam peso no Ibovespa, o principal índice de ações da Bolsa paulista, e agora representam 4,835% do cálculo final. 

Desde 1993, a Petrobras não tinha uma participação tão pequena no índice. Na época, a representatividade da petroleira ficava entre 3% e 4%, e a Telebras, estatal de comunicação, era responsável por cerca de 50% de todos os negócios do Ibovespa.

Em 2009, a ação chegou a representar 16,7% do índice. Depois deste pico, a participação da Petrobras tem oscilado em torno dos 10%. Na última composição, estava em 8,7%.

A ação preferencial (PETR4), que dá aos titulares prioridade na distribuição dos dividendos, é normalmente mais negociada.

A ação ordinária (PETR3), que dá direito a voto nas assembleias da empresa, agora corresponde a 3,104% do total do Ibovespa.

A nova composição passa a valer na próxima segunda-feira (5).

Nova metodologia do índice

A proporção da Petrobras no cálculo diminuiu porque as ações da empresa tiveram fortes quedas recentemente. Desde o início de 2014, esse critério passou a ter mais importância na composição do Ibovespa, de acordo com novas regras de cálculo anunciadas em 2013.

Pela regra antiga, o número de ações negociadas e o valor total negociado eram dois critérios que possuíam a mesma importância para determinar a participação de uma empresa no índice.

Agora, o cálculo é feito dando mais importância para o valor total negociado, e diminuindo a importância do número de negócios. Assim, com o mesmo número de ações, mas preço menor, a tendência é que as empresas percam espaço na composição final.

Composição

A Bovespa troca a chamada "carteira teórica" do Ibovespa três vezes por ano: em janeiro, em maio e em setembro. Para cada mudança, são levadas em consideração as negociações realizadas nos 12 meses anteriores.

A regra para a composição do índice foi alterada em 2013, pela primeira vez desde 1968, quando a Bolsa foi fundada. Agora, não podem entrar no Ibovespa ações que valham menos de R$ 1, as "penny stocks".

Além disso, antes das mudanças, a soma de todas as ações que compõem o Ibovespa precisava corresponder a 80% de todos os negócios da Bolsa. 

Com a nova regra, as ações do Ibovespa devem corresponder a 85% de todos os negócios.

Para entrar no Ibovespa, também é preciso que a ação tenha sido negociada em 95% das sessões no último ano. 

A participação da ação entre todos os negócios da Bolsa deve ser igual ou superior a 0,1%.

Mais Cotações