PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Cotações

Com crise da água, ações da Sabesp caem 22% em janeiro e 40% em um ano

Do UOL, em São Paulo

30/01/2015 17h46

As ações da companhia de saneamento de São Paulo, a Sabesp (SBSP3), fecharam com queda de 1,41% nesta sexta-feira (30), valendo R$ 13,30 na Bovespa.

Isso representa uma queda de 21,81% só no mês de janeiro, já que em 30 de dezembro as ações valiam R$ 17,01.

Em comparação com a última sessão de janeiro do ano passado, quando a ação valia R$ 22,26, as perdas são de 40,25%.

Os primeiros sinais de uma crise no abastecimento de água em São Paulo começaram a surgir em janeiro de 2014; no entanto, as ações da Sabesp continuaram oscilando perto do nível de R$ 20 até pelo menos outubro, mês das eleições.

Desde novembro, os papéis começaram a cair; na última sessão da Bolsa de 2014, em 30 de dezembro, fecharam em R$ 17,01. A queda se acentuou em janeiro de 2015 e as ações chegaram ao patamar atual, perto de R$ 13.

Também foi em janeiro que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, admitiu pela primeira vez que havia racionamento de água. Depois, ele afirmou que foi mal interpretado e que o racionamento estava sendo evitado.

Só no dia 23 de janeiro, a ação caiu mais de 11%, depois que o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, admitiu a possibilidade de o Brasil precisar de um eventual racionamento de energia elétrica por causa da falta de água.

Cotações