Bolsas

Câmbio

Dólar tem 6ª alta e fecha a R$ 4,071, maior valor em quase 3 semanas

Do UOL, em São Paulo

dólar comercial teve a sexta alta seguida nesta terça-feira (16), fechando acima de R$ 4. A moeda norte-americana avançou 1,86%, a R$ 4,071 na venda. É o maior valor de fechamento desde 28 de janeiro, quando o dólar havia fechado a R$ 4,08. É também a maior alta diária desde o dia 4 do mês passado, quando a moeda tinha avançado 2,18%. 

Na véspera, o dólar havia subido 0,17%.

Preocupação com a economia brasileira

Os investidores estavam apreensivos com as incertezas políticas e econômicas no Brasil, mas certa tranquilidade no exterior limitou uma maior alta do dólar. 

"Faz sentido buscar proteção (no dólar) em um cenário de incertezas locais como o atual, apesar do fluxo de estrangeiros ser positivo", disse o superintendente regional de câmbio da corretora SLW João Paulo de Gracia Correa à agência de notícias Reuters.

Investidores temem que o governo não cumpra o ajuste das contas públicas que vem prometendo desde o ano passado diante da recessão econômica e das instabilidades políticas.

Segundo pesquisa divulgada hoje pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), as vendas no varejo brasileiro caíram 4,3% em 2015, pior resultado desde 2001, quando começa a série histórica.

Otimismo com Bolsa da China

As preocupações locais se contrapunham ao contexto externo mais tranquilo nesta sessão. Investidores estavam otimistas com a alta da Bolsa chinesa, que subiu 3,32% e atingiu o maior valor em três semanas. 

Mais cedo, a alta dos preços do petróleo também confirmou esse otimismo, mas o barril voltava a apresentar instabilidade em meio ao excesso de oferta.

Operadores ressaltavam, ainda, que o mercado voltava a ganhar volume nesta sessão, após a sessão de poucos negócios na segunda-feira devido ao feriado do Dia dos Presidentes nos Estados Unidos, que manteve os mercados do país fechados.

(Com Reuters)

 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos