PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Cotações

Bolsa avança 0,18%, na 3ª alta seguida, e atinge maior nível em oito meses

Do UOL, em São Paulo

30/03/2016 17h31Atualizada em 12/04/2016 17h17

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta quarta-feira (30) em alta de 0,18%, a 51.248,93 pontos. Esse foi o terceiro avanço seguido da Bolsa. Na véspera, o índice havia subido 0,62%

Com isso, o índice atingiu o maior valor de fechamento desde 21 de julho de 2015, quando terminou o dia com 51.474,28 pontos.

A Bovespa acumula alta de 19,76% no mês e de 18,22% no ano.

O desempenho de hoje foi puxado, principalmente, pelo resultado positivo de ações da Vale e do Itaú Unibanco, que têm grande peso sobre o índice.

Vale avança

A Vale fechou o dia em alta, apesar do recuo nos preços do minério de ferro à vista na China.

As ações preferenciais da Vale (VALE5), que dão prioridade na distribuição de dividendos, avançaram 3,54%, a R$ 11,71.

As ações ordinárias da Vale (VALE3), com direito a voto em assembleia, ganharam 2,98%, a R$ 15,54.

Itaú e Bradesco sobem; BB cai

Entre os bancos, o Itaú Unibanco e Bradesco fecharam em alta, enquanto o Banco do Brasil terminou o dia em baixa.

As ações do Itaú Unibanco (ITUB4) se valorizaram 0,56%, a R$ 32,13. As ações do Bradesco (BBDC4) subiram 0,14%, a R$ 28,06.

Por outro lado, as ações do Banco do Brasil (BBAS3) caíram 2,08%, a R$ 20,27.

Petrobras: uma sobe, outra cai

As ações preferenciais da Petrobras (PETR4) perderam 0,59%, a R$ 8,44. Os papéis foram os mais negociados do Ibovespa na sessão de hoje.

No sentido oposto, as ações ordinárias da Petrobras (PETR3) subiram 0,66%, a R$ 10,70.

Nos EUA, os ADRs (recibos que representam ações de uma empresa estrangeira na Bolsa de Nova York) da petroleira subiram 0,51% (PBR) saltaram. Os recibos PBR/A, referentes às ações preferenciais, fecharam estáveis.

O desempenho da estatal foi influenciado pela alta nos preços do petróleo e pelo noticiário político. 

Gol despenca 9,48%

As ações da Gol (GOLL4) despencaram 9,48%, a R$ 2,96, após a companhia aérea divulgar que teve prejuízo de R$ 4,3 bilhões em 2015, perda quatro vezes maior que em 2014.

As ações da empresa não fazem parte do Ibovespa.

Dólar cai 0,47%, a R$ 3,621

No mercado de câmbio, o dólar comercial fechou em queda de 0,47%, cotado a R$ 3,621 na venda. Na véspera, a moeda norte-americana havia subido 0,34%.

Com isso, o dólar acumula desvalorização de 9,56% no mês e de 8,29% no ano.

Bolsas internacionais

As principais Bolsas de Valores da Europa fecharam em alta acentuada.

  • França: +1,78%
  • Alemanha: +1,60%
  • Inglaterra: +1,59%
  • Portugal: +1,59%
  • Itália: +1,12%
  • Espanha: +0,70%

A maioria das Bolsas da Ásia e do Pacífico também subiu, com exceção do Japão.

  • China: +2,76%
  • Hong Kong: +2,15%
  • Cingapura: +1,9%
  • Taiwan: +1,39%
  • Coreia do Sul: +0,36%
  • Austrália: +0,11%
  • Japão: -1,31%

(Com Reuters)

Cotações