Bolsas

Câmbio

Bolsa cai 1% e emenda 4ª semana com queda acumulada; BB perde 3% no dia

Do UOL, em São Paulo

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta sexta-feira (10) em queda de 1,05%, a 72.165,64 pontos. É a segunda baixa seguida da Bolsa, que caiu 1,93% na véspera, e o menor nível de fechamento desde 5 de setembro (72.150,88 pontos).

Com isso, o índice termina a semana com desvalorização acumulada de 2,37%, na quarta queda semanal seguida. No ano, porém, a Bolsa acumula ganho de 19,82%.

A baixa desta sexta-feira foi influenciada, principalmente, pelo desempenho negativo das ações do Banco do Brasil (-2,98%). Por outro lado, os papéis do Itaú Unibanco (+0,14%) e da Petrobras (+0,17%) fecharam em alta, enquanto os do Bradesco (+0,09%) e da mineradora Vale (-0,09%) ficaram praticamente estáveis. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa.

O mercado estava cauteloso diante do racha no PSDB, maior partido na base de apoio do governo de Michel Temer. Na véspera, o presidente licenciado do PSDB, senador Aécio Neves (MG), retirou o também senador Tasso Jereissati (CE) do comando interino da legenda.

Investidores temem que, com isso, o governo perca apoio para conseguir tirar do papel a reforma da Previdência. Nesta semana, Temer e sua equipe foram a campo para negociar uma proposta mais enxuta na tentativa de aprovar a reforma ainda neste ano.

Dólar sobe 0,63%, a R$ 3,28

dólar comercial fechou em alta de 0,63%, cotado a R$ 3,28 na venda, após duas quedas seguidas. Na véspera, a moeda norte-americana caiu 0,12%.

Apesar de subir no dia, o dólar termina a semana com desvalorização acumulada de 0,8%, após três altas semanais seguidas. No ano, a moeda tem alta de 0,95%.

(Com Reuters) 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos