PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Cotações

Lucro da Petrobras é o maior já registrado na história da Bolsa brasileira

Petrobras reportou lucro de R$ 59,9 bilhões no 4º trimestre do ano passado - Mateusz Slodkowski/SOPA Images/LightRocket via Getty Images
Petrobras reportou lucro de R$ 59,9 bilhões no 4º trimestre do ano passado Imagem: Mateusz Slodkowski/SOPA Images/LightRocket via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

25/02/2021 11h37

A Petrobras surpreendeu o mercado ontem ao reportar lucro de R$ 59,9 bilhões no quarto trimestre de 2020. O valor não foi só um recorde para a empresa mas também o maior lucro trimestral já registrado por uma empresa listada na Bolsa de Valores brasileira em todos os tempos, segundo levantamento da empresa de informações financeiras Economatica.

Mesmo considerando valores ajustados pela inflação, o lucro trimestral da Petrobras supera em muito o segundo colocado. No primeiro trimestre de 2018, a Oi registrou lucro de R$ 30,5 bilhões.

A Petrobras aparece ainda outras duas vezes na lista dos dez maiores lucros trimestrais da Bolsa brasileira. A mineradora Vale também figura quatro vezes na lista.

Veja abaixo os dez maiores lucros trimestrais da Bolsa brasileira, segundo levantamento da Economatica.

  1. Petrobras: R$ 59,890 bilhões no 4º trimestre de 2020
  2. Oi: R$ 30,543 bilhões no 1º trimestre de 2018
  3. Petrobras: R$ 18,886 bilhões no 2º trimestre de 2019
  4. Vale: R$ 15,615 no 3º trimestre de 2020
  5. Vale: R$ 14,485 bilhões no 4º trimestre de 2018
  6. Eletrobras: R$ 12,722 bilhões no 2º trimestre de 2016
  7. Vale: R$ 12,433 bilhões no 3º trimestre de 2009
  8. Dommo: R$ 12,261 bilhões no 3º trimestre de 2014
  9. Vale: R$ 11,291 bilhões no 1º trimestre de 2011
  10. Petrobras: R$ 10,985 bilhões no 1º trimestre de 2011

'Ninguém fica sentado', diz presidente da empresa

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, se pronunciou hoje, pela primeira vez, após a intervenção de Jair Bolsonaro (sem partido) na estatal. O presidente indicou o general da reserva Joaquim Silva e Luna para o comando da empresa, em meio a críticas à política de preços de combustíveis da companhia, que seguem a cotação internacional do petróleo.

Ao apresentar a analistas do mercado o resultado da Petrobras no quarto trimestre de 2020, Castello Branco defendeu a política de preços de combustíveis da estatal, a PPI (Política de Paridade Internacional), e afirmou que as decisões sobre o assunto são reflexo do mercado de petróleo e levam em conta princípios da governança. "Ninguém fica sentado em casa aumentando preços, é um trabalho de equipe", explicou.

Ele disse ter sido acusado injustamente de falta de transparência e que "o preço dos combustíveis ainda é alvo de palpites de jogo de futebol".

Para o executivo, não há exagero nos preços no Brasil, embora os impostos sejam elevados. "Falo isso baseado em estatísticas com preços de 160 países. A média dos preços do país está abaixo da média global. Mesmo se corrigirmos pela renda per capita, o preços ficam ligeiramente abaixo da média global", afirmou, na teleconferência.

(Com Estadão Conteúdo)

PUBLICIDADE
Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que constava na primeira versão do texto, o lucro da Petrobras no quarto trimestre de 2020 foi de R$ 59,890 bilhões, e não R$ 50,890 bilhões. A informação foi corrigida.

Cotações