Bolsas

Câmbio

Empresa mistura caixote e crochê artesanal para vender móveis pela internet

Márcia Rodrigues

Colaboração para o UOL, em São Paulo

A psicóloga Carolina, 30, e publicitária Aline Mariah Schmitz , 28, do Vale do Itajaí (SC), resolveram criar a Tadah, loja virtual que vende móveis feitos com caixotes e madeira de reflorestamento, em 2014, depois de passarem uma temporada no exterior.

Aline viveu nos Estados Unidos e Carolina na Austrália. "Percebemos que havia muita opção para decorar pequenos lugares, no estilo 'monte e crie você mesmo', e sentimos que no Brasil a oferta era pouca. Chegamos a conhecer fabricantes desses tipo de móvel, mas eles os exportavam", diz Aline.

As duas amigas, que depois se tornaram parentes - Aline é casada com o irmão de Carolina - decidiram, então, procurar indústrias moveleiras e artesãs locais para fazer suas peças.

Apesar de não revelar faturamento nem lucro, a empresária afirma que a loja virtual registrou um crescimento de 13% no ano passado.

"No primeiro ano, investimos no desenvolvimento dos nossos produtos e na divulgação do nosso diferencial e, com isso, alcançamos as metas de crescimento antes de completarmos um ano. No segundo ano, mantivemos nossas operações mais organicamente para dar conta da produção e termos cuidado com todos os processos."

A loja vende, em média, 1.200 produtos por mês. A maior parte dos clientes é de São Paulo, mas o site atende todo o país. A peça mais vendida é uma prateleira, que custa R$ 69,90. A mais barato é um cachepô de crochê (vaso decorativo), que sai por R$ 39,90. A mais cara é um rack de TV (R$ 489).

A empresária afirma que todas as peças que comercializa são produzidas por indústrias e artesãs do Vale do Itajaí. "Nós queríamos fomentar a economia local e valorizar os produtos nacionais, por isso optamos por ter um catálogo de produtos 100% brasileiro." Atualmente o site oferece 300 peças.

Segundo Aline, algumas peças são compradas prontas e outras elas criam e fazem o pedido para a indústria. "Depois que os móveis estão prontos, nós terceirizamos a pintura e o acabamento. Na sequência, analisamos o que pode ser complementado com crochê e pedimos para as artesãs."

Aline também diz que a empresa foca a sua atuação na produção sustentável. "Toda a madeira que usamos é de reflorestamento."

Móveis atraem público que quer decoração prática

Para Denise Bertolini, designer de interiores da BeliArq - Arquitetura e Interiores, os móveis atendem a um público que quer decorar de uma maneira prática e acessível.

"São móveis funcionais, modernos, coloridos e com apelo sustentável por causa da madeira de reflorestamento. Ao meu ver, as peças trazem muita personalidade à decoração, que é o que as pessoas procuram hoje em dia."

Segundo Edgard Ferreira dos Santos Neto, consultor do Sebrae-SP (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo), a venda de móveis pela internet vem ganhando cada vez mais empresas. "Para se destacar é preciso ter um diferencial que, no caso da empresa, é o apelo sustentável."

Logística e frete são pontos que merecem atenção

Santos Neto afirma, no entanto, que a o cálculo errado do frete pode afetar de forma direta o negócio. "Eu vi que a empresa oferece frete gratuito acima de R$ 299,90 para alguns estados. É um ponto que atrai consumidores, mas é preciso ser calculado com muita cautela."

A logística também merece atenção, segundo ele. O consultor diz que é preciso ter uma estrutura muito alinhada para os produtos chegarem no prazo e em boas condições. "A transportadora deve ser muito bem avaliada, já que há muita oferta no mercado."

Esqueçam o emprego e sejam empreendedores, diz Nobel da paz

  •  

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos