PUBLICIDADE
IPCA
-0,31 Abr.2020
Topo

IR 2020: Como declarar poupança, CDBs, fundos e Tesouro Direto

Colaboração para o UOL, de São Paulo

10/02/2020 19h12

Na hora de declarar aplicações financeiras no formulário do Imposto de Renda 2020, é preciso informar todos os rendimentos e o valor total dessas aplicações na declaração. Apenas aplicações com saldo abaixo de R$ 140 não precisam ser informadas.

O informe de rendimentos fornecido pelo banco ou corretora é essencial para conseguir preencher o formulário do IR 2020 sem erros. Caso tenha aplicações em diferentes instituições financeiras, você deverá ter acesso a um informe de cada lugar.

O documento normalmente está disponível no ambiente online dos bancos e corretoras. Mas, caso tenha dificuldade para localizá-lo, peça ajuda ao seu gerente. Não deixe para a última hora.

Estas mesmas orientações valem para os investimentos de dependentes, como poupança, por exemplo, pois tudo deve ser informado na declaração do titular. Portanto, dependentes e cônjuge também devem ter seus informes providenciados.

Bens e rendimentos são declarados em campos distintos

Quando um contribuinte mantém uma aplicação financeira, é preciso entender que duas informações precisam estar descritas na declaração: o saldo da aplicação (pois todo dinheiro em conta é considerado um bem) e os rendimentos desses investimentos.

Na ficha "Bens e Direitos", você deve detalhar todas as suas aplicações financeiras, além de informar os saldos de cada investimento em 31/12/2018 e em 31/12/2019. Se você tiver dúvidas sobre o código correspondente ao tipo de aplicação, consulte o informe de rendimentos ou a instituição financeira.

No campo "Discriminação" descreva a aplicação. Se for um título do Tesouro Direto, informe o tipo, data de vencimento, quantidade e o nome do banco ou corretora onde foi feita a compra. Para CDBs, LCIs e LCAs, coloque o nome do banco emissor e a data de vencimento. Os fundos de investimentos devem ser informados com seu nome completo.

Rendimentos Isentos e Não Tributáveis: Poupança, LCA e CRI

Poupança, LCI, LCA, CRA e CRI, por exemplo, são investimentos isentos de Imposto de Renda. Eles devem ser lançados como "Rendimentos Isentos e Não Tributáveis", na linha 12. Informe os dados do titular e dependentes separadamente, selecionando tipo de beneficiário.

Se ficar em dúvida se determinado investimento é ou não isento, consulte o informe recebido pelo banco. Lá os valores já aparecem da forma que devem ser lançados.

Rendimentos sujeitos à tributação exclusiva: Tesouro Direto, Fundos e CDBs

O preenchimento da ficha "Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva" é muito parecido com o da ficha "Rendimentos Isentos", mudando apenas os tipos de investimentos.

Aqui entram os ganhos com títulos públicos comprados no Tesouro Direto, com CDBs e RDBs emitidos por bancos e financeiras e os rendimentos provenientes da maioria dos fundos de investimento.

Conforme aparecerá descrito no informe de rendimentos, no campo Valor, coloque sempre o total de rendimentos líquidos (já descontados do imposto de renda).

Confronte informações para evitar erros

É importante confrontar o informe de rendimentos financeiros com os extratos mensais fornecidos pelo banco ou corretora ao longo do ano.

Qualquer erro notado deve ser comunicado à instituição para que ela emita um novo documento corrigido. Dados inconsistentes acabam levando a declaração a ser retida na malha fina.

Se a correção demorar a sair, garanta o envio da declaração até 30 de abril para evitar multas e entregue uma declaração retificadora quando tiver os informes corrigidos em mãos.

O que você precisa saber sobre IR 2020

Tire suas dúvidas com um especialista no grupo do UOL
Faça o download do programa para declarar
Quer pagar menos imposto? Veja lista do que pode descontar ou não
Já conferiu se você tem mesmo de declarar neste ano?
Prazo vai até 30 de abril, e multa pode ser bem maior do que parece
Leia respostas às principais dúvidas sobre a declaração

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Caiu na malha fina? Veja orientações da Receita

UOL Notícias

Imposto de renda