PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

IR 2020: Veja se sua declaração caiu na malha fina e saiba como resolver

Colaboração para o UOL, de São Paulo

29/06/2020 04h00

A sua relação com a Receita Federal não termina com o envio da declaração do Imposto de Renda 2020. É importante acompanhar, periodicamente, como está o processamento da declaração.

Normalmente, as pessoas ficam de olho no site da Receita apenas para saber quando vai sair a restituição, caso tenham valores a receber. Mas, é importante saber se não caiu na malha fina.

Se você preencheu um valor errado ou omitiu alguma informação, como o rendimento de um dependente, certamente sua declaração terá problemas.

Quanto antes você tomar conhecimento de eventuais pendências, mais tempo terá para conferir as informações e corrigir o erro, para evitar uma intimação da Receita e ficar sujeito à cobrança de multa.

Como saber se a declaração caiu na malha fina?

Acesse o Centro Virtual de Atendimento da Receita Federal (e-CAC) para acompanhar o processamento das declarações do IR. É necessário ter um código de acesso e senha para entrar no sistema. Caso ainda não tenha, gere o código aqui.

Quando entrar na página principal do e-CAC, clique no item "Meu Imposto de Renda", na coluna do lado esquerdo da página. Será aberta uma nova janela do seu navegador de internet.

Localize o menu "Processamento" e, em seguida, clique em "Extrato do Processamento", localizado logo abaixo dentro deste menu. Clique no ano que deseja informação. No caso da última declaração, escolha "2020".

Repare que nesse mesmo menu aparece logo abaixo a opção "Pendências de malha", onde também é possível saber se a última declaração ou as anteriores foram parar na malha fina.

Após clicar no "extrato do processamento" e no ano da declaração, você verá na tela verá os principais valores declarados, como rendimentos tributáveis, imposto pago, deduções, o cálculo do imposto devido e o resultado, se há imposto a pagar ou a restituir.

Acima desses valores, há uma barra com as informações gerais sobre a entrega em questão: se foi uma declaração original ou retificada, quando foi entregue, o tipo de tributação e, principalmente, a "situação da declaração".

Este último item é onde você deve prestar mais atenção. Se aparecer a mensagem "processada" ou "em fila de restituição" significa que está tudo certo com sua declaração.

Se ela ainda está "em processamento", você precisará continuar monitorando a situação nas próximas semanas, repetindo todo o procedimento explicado acima.

Porém, se aparecer a mensagem "com pendências", significa que há algum problema.

Se você não fizer nada para corrigir o erro, irá para a malha fina e, provavelmente, em algum momento será intimado pela Receita Federal a dar explicações. Nesse caso, você não poderá mais retificar a declaração e ainda estará sujeito ao pagamento de multa.

Veja como resolver pendências direto no site da Receita

A maioria das pendências pode ser resolvida pelo contribuinte no próprio site da Receita. Se você digitou algum número errado ou esqueceu de informar algum dado, é possível fazer a retificação online. Outra possibilidade é enviar uma declaração retificadora, usando o programa instalado no seu computador ou celular.

Para fazer a retificação online, basta voltar ao menu principal, clicando no símbolo de uma casa no canto esquerdo superior da tela do "Meu Imposto de Renda". Localize o menu "Declaração", logo ao lado do menu "Processamento".

Clique em preencher a declaração online. Em seguida, selecione o ano da declaração a ser corrigida. Na tela seguinte, clique no sinal de mais (+) e selecione "Retificar declaração".

O sistema irá solicitar que você localize no seu computador o arquivo com a declaração a ser corrigida. Normalmente, esse arquivo se encontra na pasta "Transmitidas" dentro da pasta "Arquivos de Programas RFB".

Com as informações que precisam ser corrigidas em mãos, basta seguir as orientações do site e fazer a retificação. Confira no site, depois de alguns dias, se a pendência foi resolvida.

Veja como fazer a retificação a partir do seu computador

Caso você não consiga resolver as pendências no próprio site da Receita, o caminho é apresentar uma declaração retificadora, utilizando o programa de envio instalado no computador.

Abra o programa da declaração do IR 2020. Localize, dentro do menu "Declaração", do lado esquerdo da tela, a opção "Retificar". Clique nela e, em seguida, selecione a declaração que será corrigida.

As declarações já enviadas são identificadas pelo nome do contribuinte, CPF e pelas expressões "Original" ou "Retificadora". Se você enviou apenas uma declaração neste ano, selecione a "Original".

Se você já fez uma ou mais declarações retificadoras e vai precisar corrigi-la novamente, então selecione a última "Retificadora" enviada.

O programa irá criar automaticamente uma cópia da declaração que foi enviada com erro na aba "Em Preenchimento". Ao lado do nome do contribuinte aparecerá a expressão "Retificadora", indicando que aquela nova declaração irá corrigir a que foi anteriormente enviada.

Abra essa nova declaração, selecione a ficha que apresenta erro e faça as devidas correções. Se houver mais fichas com problemas, corrija todas elas na sequência.

Antes de enviar, clique na opção "Verificar pendências", localizado no menu "Fichas da declaração", do lado esquerdo da tela, para ter certeza de que não cometeu algum erro de preenchimento que prejudique o envio da nova declaração.

Ao finalizar as alterações e a verificação de pendências, clique no botão "Entregar declaração", localizado dentro do menu "Declaração", do lado esquerdo.

Receita usa várias fontes para checar informações

O processamento da declaração começa logo após seu envio para o Fisco. Depois de alguns dias da entrega, o contribuinte já pode conferir no site da Receita se há algum problema e até fazer a retificação ali mesmo.

A Receita cruza os números da declaração do IR com os dados fornecidos por empresas, INSS, médicos, planos de saúde, bancos, administradoras de cartão de crédito, imobiliárias, entre outras fontes, em busca de inconsistências.

Não cometeu erro, mas caiu na malha fina? Procure a Receita

Eventualmente, sua declaração pode ser retida na malha fina, mesmo que você não tenha cometido nenhum erro no preenchimento e esteja com toda a papelada em dia.

Se isso acontecer, agende um atendimento em uma agência da Receita para prestar esclarecimentos e apresentar documentos que comprovem as informações declaradas. Desta forma, você evita ser intimado e levar uma multa mais salgada caso realmente tenha algo de errado com a sua declaração.

Porém, devido à pandemia do Coronavírus, muitas agências estão com atendimento restrito pelo menos até 30 de junho. Verifique na página de contato da Receita se na sua região é possível resolver o problema por algum canal virtual de atendimento.

Prazo para Receita cobrar pendências no IR é de cinco anos

O prazo máximo para a Receita verificar pendências na declaração do IR é de cinco anos após a entrega.

Passado esse período, nem a Receita pode cobrar débitos em atraso, nem o contribuinte pode exigir o pagamento de restituição que ficou esquecida.

O que você precisa saber sobre IR 2020

Tire suas dúvidas com um especialista no grupo do UOL
Faça o download do programa para declarar
Quer pagar menos imposto? Veja lista do que pode descontar ou não
Já conferiu se você tem mesmo de declarar neste ano?
Prazo vai até 30 de junho, e multa pode ser bem maior do que parece
Leia respostas às principais dúvidas sobre a declaração

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Caiu na malha fina? Veja orientações da Receita

UOL Notícias

Imposto de renda