IPCA
0,42 Mar.2024
Topo

Qual é o melhor investimento para viver de renda na aposentadoria?

27/09/2022 04h00

Um leitor enviou uma mensagem para o meu perfil no Instagram dizendo que já investiu na Bolsa, mas teve um prejuízo alto e agora deixa todo o dinheiro na poupança, mesmo sabendo que existem opções melhores.

"Nunca mais ousei sair da zona de conforto", ele disse. No entanto, o leitor afirma que quer investir para sobreviver de renda, complementando a sua aposentadoria.

Se você também quer investir para gerar renda e não deseja ter uma experiência ruim como a do leitor, minha coluna hoje é para você. Veja estas simulações com dados reais e atualizados para comparar.

Tesouro Direto: a opção simples e segura

Os títulos públicos, oferecidos por um sistema chamado Tesouro Direto, são a forma mais simples e segura de obter uma renda vitalícia, sem reduzir o seu patrimônio.

Existem três tipos de títulos do Tesouro, mas, para viver de renda, o ideal é o chamado Tesouro IPCA, pois ele corrige o seu patrimônio pela inflação e, além disso, deposita juros na sua conta corrente a cada seis meses.

Ou seja, aplicando nesse papel, a única coisa que você precisa fazer é aguardar os meses de maio e novembro, quando o Tesouro depositará um dinheiro na conta do seu banco ou corretora.

Atualmente, o título desse tipo com maior retorno é o "Tesouro IPCA com Juros Semestrais 2055". Ele está pagando juros de 5,84% ao ano, além de corrigir o seu dinheiro pela inflação.

Para cada R$ 100 mil que você investir nesse ativo, será gerada uma renda em torno de R$ 4.000 por ano para você gastar, o que dá uma média de R$ 330 por mês.

Agora, você precisa saber se o seu patrimônio é suficiente para gerar a renda que você deseja. Por exemplo, se você tem R$ 200 mil, conseguirá um retorno aproximado de R$ 660 por mês. Se tem R$ 300 mil, terá cerca de R$ 990 mensais, e assim por diante.

Talvez o retorno seja pequeno para o que você precisa ou deseja. Já vou mostrar uma alternativa mais rentável logo abaixo.

Mas antes, quero ressaltar que, na poupança, o seu retorno real para um investimento de R$ 100 mil é de menos de R$ 100 por mês, se você descontar a inflação.

Fundos imobiliários: risco médio, retorno alto

Os fundos de investimento imobiliário (FIIs) são a minha opção preferida para obter renda, pois apresentam um risco menor do que as ações de empresas, mas trazem um retorno significativo.

Vamos tomar como exemplo dois fundos que eu tenho na minha carteira. O BTLG11 está hoje com um retorno de 8,44% ao ano. Para cada R$ 100 mil investidos nesse papel, a tendência é receber algo como R$ 8.400 por ano, o que dá R$ 700 por mês, aproximadamente.

Outro FII em que eu invisto é o MCCI11, hoje com um retorno de 12,77% ao ano. Um investimento de R$ 100 mil tende a retornar cerca de R$ 12,8 mil por ano, o que dá pouco mais de R$ 1.000 por mês.

Antes de terminar, quero apenas deixar claro que não estou recomendando qualquer investimento aqui. Os FIIs têm mais riscos do que o Tesouro Direto, por isso a expectativa de retorno é maior.

Se estiver em dúvida, sugiro que leia o final de um artigo recente que escrevi explicando os riscos dos FIIs e como mitigá-los.

Este material não é um relatório de análise, recomendação de investimento ou oferta de valor mobiliário. Este conteúdo é de responsabilidade do corpo jornalístico do UOL Economia, que possui liberdade editorial. Quaisquer opiniões de especialistas credenciados eventualmente utilizadas como amparo à matéria refletem exclusivamente as opiniões pessoais desses especialistas e foram elaboradas de forma independente do Universo Online S.A.. Este material tem objetivo informativo e não tem a finalidade de assegurar a existência de garantia de resultados futuros ou a isenção de riscos. Os produtos de investimentos mencionados podem não ser adequados para todos os perfis de investidores, sendo importante o preenchimento do questionário de suitability para identificação de produtos adequados ao seu perfil, bem como a consulta de especialistas de confiança antes de qualquer investimento. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura e não está isenta de tributação. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, a depender de condições de mercado, podendo resultar em perdas. O Universo Online S.A. se exime de toda e qualquer responsabilidade por eventuais prejuízos que venham a decorrer da utilização deste material.