PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Investe na Bolsa? Preste atenção a gastos do governo em abril, diz analista

Conteúdo exclusivo para assinantes

Colaboração para o UOL, em São Paulo

09/04/2021 04h00

Você sabe o que esperar de seus investimentos neste mês? Qual o cenário que abril traz para o mercado financeiro? O assunto foi abordado em live da casa de análise Levante Ideias de Investimento, em uma parceria com o UOL Economia+.

Na live, os economistas e analistas Felipe Bevilacqua e Rafael Bevilacqua apontaram que a Bolsa fechou março com alta de 6%, depois de janeiro e fevereiro negativos, e fizeram uma análise dos acontecimentos políticos que deixaram o mercado mais instável. Os gastos do governo são um dos pontos a que o investidor deve prestar atenção neste mês.

Sobre o aumento da taxa Selic (que passou de 2% para 2,75% ao ano), Felipe disse que os juros vão ficar estruturalmente baixos, não devem voltar a ser altos como antes. "O investidor precisa entender isso para conseguir planejar muito bem o futuro e investir com qualidade", afirmou.

Assista ao vídeo abaixo e confira toda a análise feita pelos economistas. Eles também responderam a perguntas sobre outros assuntos ligados a finanças e investimentos. A live é transmitida quinzenalmente na página inicial do UOL e do UOL Economia+, mas fica disponível para consulta. O vídeo é exclusivo para assinantes.

O que prestar atenção em abril

Felipe Bevilacqua disse que o principal ponto de atenção é acompanhar como o governo federal vai se comportar em relação aos gastos e também ficar de olho na inflação.

"No início de maio haverá nova reunião do Copom para decidir sobre a taxa Selic. E, para o investidor, a taxa básica de juros é muito importante", declarou.

Os analistas comentaram sobre o cenário internacional. "A gente está com cenário conturbado no Brasil, mas tem muita coisa acontecendo fora, principalmente EUA e China, o que vai impulsionar os setores de minério de ferro, celulose e tudo mais de commodities", disse Felipe.

Segundo os analistas, há dois grandes grupos de ações para o investidor ficar atento: as empresas ligadas a commodities, que vão se favorecer do cenário internacional, e as que dependem da mobilidade de pessoas (shoppings, veículos etc).

Quer investir melhor? Receba dicas em seu email

Você quer aprender a ganhar dinheiro com segurança em investimentos no curto, médio e longo prazo, mesmo que nunca tenha investido?

O UOL Economia+ tem uma newsletter que o ajuda nesse objetivo. Ao assinar a newsletter, você recebe de graça e semanalmente uma dica resumida sobre como aplicar melhor e com segurança seu dinheiro (abra este link, procure o título "UOL Economia+" e clique em "Cadastrar").

Este material foi elaborado exclusivamente pela Levante Ideias e pelo analista Felipe Bevilacqua (sem qualquer participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

PUBLICIDADE

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL