PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Itaú e Itaúsa pagam bons dividendos; quando caem os próximos e como ganhar?

Conteúdo exclusivo para assinantes

Vinícius Pereira

Colaboração para o UOL

17/03/2021 04h00

Quem investe em ações pensando em ter uma renda extra constante deve ficar de olho em empresas com bom histórico de pagamento de dividendos. Essas empresas repassam parte do lucro para os acionistas, gerando uma renda extra e de forma passiva (o investidor não precisa fazer nada, só ter as ações). Entre as empresas na Bolsa, o Itaú Unibanco (ITUB4) e sua controladora, a Itaúsa (ITSA3), são vistas como boas pagadoras de dividendos

Quando Itaúsa e Itaú pagam os dividendos? Quem pode receber? Como funciona? Tire essa dúvidas a seguir.

Afinal, o que são dividendos?

Os dividendos são uma forma de remuneração feita pelas empresas em certos períodos do ano. Ela é paga, normalmente, em dinheiro e representa uma parte do lucro das companhias às quais têm direito os acionistas (quem tem ações das empresas).

Algumas empresas que já estão consolidadas no mercado têm mais chances de distribuir dividendos do que uma empresa que ainda está crescendo.

Quanto mais ações o investidor tiver daquela empresa, maior será o valor dos dividendos. Mas nem todo lucro da companhia é distribuído. Parte ou a totalidade do valor pode ser escolhida pelos administradores para ser reinvestida no crescimento da empresa.

O lucro pode ser distribuído também por juros sobre capital próprio (JCP). Isso é definido por cada companhia. A principal diferença para o investidor é que, enquanto os dividendos não têm impostos, o JCP é tributado em 15% no ato do depósito.

Quando os dividendos de Itaúsa e Itaú são pagos?

O rendimento é pago de acordo com um calendário preestabelecido pelas empresas, e alguns pagamentos já foram feitos neste ano.

No caso da Itaúsa, os próximos pagamentos já anunciados, sejam de dividendos ou JCP, serão nos dias 1° de abril e 30 de setembro deste ano.

Em 1º de abril, será pago para quem tinha ações até dia 26 de fevereiro, no valor de R$ 0,02 por ação.

Em 30 de setembro, Itaúsa paga para quem tinha ações até 10 de dezembro de 2020, no valor de R$ 0,013 por ação.

O Itaú Unibanco paga os próximos dividendos em 30 de abril. O valor será de R$ 0,04 por ação, e receberá quem tinha ações até 22 de janeiro..

Os dividendos vão aumentar com a venda da XP?

O anúncio de que o Itaú Unibanco e, por consequência, a Itaúsa devem vender participação na XP Investimentos movimentou o mercado. Afinal, o lucro obtido com a venda poderia se transformar em dividendos ainda maiores aos acionistas das empresas?

Especialistas ouvidos pelo UOL acreditam que não, ao menos no curto prazo. Isso porque, segundo eles, o montante vindo da fatia da XP deve ser utilizado para que a Itaúsa continue a diversificar a participação em empresas para além do Itaú. Ela já possui participação na Duratex, Alpargatas, Copagaz e Liquigás.

"Acho que o dividendo em si poderia aumentar, mas apenas em um longo prazo, pois a empresa deve utilizar o recurso em outros negócios. A Itaúsa tem falado que está olhando investimentos em outras áreas, como saneamento, concessões, aumentando a participação em Alpargatas" disse Rodrigo Glatt, sócio da gestora GTI.

Para Victor Luiz Martins, analista da Planner, os dividendos maiores de Itaúsa devem vir apenas no longo prazo, já que a prioridade da companhia é gerar mais valor.

"Como essa posição [na XP] é de investimento estratégico, no longo prazo, a Itaúsa pensa em reduzi-la em parte ou no todo. Com o dinheiro, podemos ter a redução do endividamento da holding, gerando valor, além de investir em novas empresas, como no setor de saneamento, por exemplo, ou aumento de participação nas empresas que já investem, recompra de ações", diz. "Distribuição de dividendos ainda maiores, só mais para frente provavelmente", afirma Martins.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.

PUBLICIDADE