Bolsas

Câmbio

EUA: Fed revê para cima, a 2,4%, previsão de crescimento para 2017

Washington, 20 Set 2017 (AFP) - O Federal Reserve (Fed, banco central americano) revisou para cima nesta quarta-feira sua previsão de crescimento econômico para este ano nos Estados Unidos, embora tenha mantido as estimativas sobre desemprego e inflação e advertido que os furacões teriam um impacto "de curto prazo" sobre a economia.

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos aumentará 2,4% em 2017 (0,2 ponto percentual a mais que em 2016), segundo as novas projeções do comitê de política monetária do Fed (FOMC).

O Fed manteve inalteradas suas previsões de crescimento para o ano que vem (+2,1%), assim como suas projeções de desemprego (em 4,3%) e inflação (+1,6%) para 2017.

"As rupturas de atividades e a reconstrução vinculadas aos furacões afetarão a economia no curto prazo, mas não a médio prazo", destacou o Fed em um comunicado.

No segundo trimestre deste ano, o PIB cresceu 3,0% com relação ao mesmo período do ano passado e em dados corrigidos de variações sazonais contra +1,2% no primeiro trimestre.

Se as estimativas do Fed para 2017 se confirmarem, o crescimento econômico dos Estados Unidos não cumprirá o objetivo de crescimento do governo Trump, que prevê um aumento do PIB de pelo menos 3%. Seria, no entanto, superior às projeções do FMI (+2,1%).

No que diz respeito ao emprego, o Fed prevê uma taxa de 4,3%, sem mudanças com relação às suas estimativas de junho, mas em 2018 ocorreria uma nova queda, a 4,1% (contra 4,2% previsto em junho).

A taxa de desemprego aumentou sutilmente para 4,4% em agosto (4,3% em julho), segundo as últimas estimativas do Departamento de Trabalho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos