Airbus recebe maior encomenda de sua história: 430 aviões, por US$ 49,5 bi

  • Divulgação

Paris, 15 Nov 2017 (AFP) - A Airbus registrou a maior encomenda de sua história: 430 aviões do modelo A320 de médio alcance por US$ 49,5 bilhões, feita pela empresa americana de investimentos Indigo Partner, durante o Salão da Aeronáutica de Dubai.

"Fico feliz com essa nova demonstração de confiança expressa por companhias aéreas importantes, que se comprometem neste acordo comercial sem precedentes", declarou Fabrice Bregier, diretor-geral da Airbus.

"É um êxito esmagador para a Airbus e seus aviões A320 no transporte aéreo mundial", acrescentou.

O pedido inclui 273 A320neo e 157 A321neo, a versão com novos motores do popular modelo da Airbus. As fabricantes costumam oferecer descontos sobre o preço de tabela de acordo com o volume do pedido.

Até o fim de outubro, a fabricante europeia havia recebido encomendas para 188 aviões. Com este contrato, a Airbus vai superar sua rival, a Boeing, em pedidos em 2017, com 718 aeronaves encomendadas, contra 605 para o grupo americano.

Desde seu lançamento, em 1988, foram encomendados 13.700 A320, o que lhe torna um dos aviões mais vendidos da história da aviação.

A Indigo Partners é uma empresa de investimento especializada no aluguel de aeronaves a companhias aéreas de baixo custo. Foi fundada pelo americano Bill Franke, uma das figuras mais influentes do setor da aviação.

Os aviões encomendados serão alugados para as companhias Frontier Airlines (Estados Unidos), JetSMART (Chile), Volaris (México) e Wizz Air (Hungria).

Retomada da Airbus

O pedido vai permitir à Airbus reforçar a liderança no segmento de aviões de médio alcance com novos motores, dominado pelo grupo sediado em Toulouse, na França, com mais de 55% do mercado.

A Boeing também fez um anúncio importante nesta quarta-feira: o pedido da companhia do Golfo FlyDubai de 225 aviões 737 MAX de médio alcance, 175 dos quais oficiais, por um valor de US$ 27 bilhões --segundo o preço de tabela.

Com essas encomendas, a Airbus deve superar os 5.500 aviões solicitados desde o lançamento do A320neo em 2010, enquanto a Boeing recebeu mais de 4.000 pedidos para as diferentes versões de seu 737 MAX.

Ambos aviões são equipados com motores de uma nova geração, o que lhes permite reduzir em 15% o consumo de combustível em relação aos atuais A320ceo e 737 NG.

Trata-se, também, de um dos últimos contratos fechado pelo diretor comercial da Airbus, John Leahy, que se prepara para deixar o grupo após ter vendido quase 15.000 aviões durante sua carreira.

Além disso, a Airbus anunciou a confirmação de um pedido de 90 aviões A320neo para a companhia de locação CDB Aviation Lease Finance, de Dublin, pelo valor de US$ 5,1 bilhões. Em 2014, tinha sido assinado um contrato preliminar para a venda de 45 aviões e, em junho deste ano, foi fechado outro para mais 45.

A fabricante europeia também trabalhava na assinatura de outro pedido importante, de mais de 30 A380 de longo alcance, com a Emirates, mas ele não se concretizou e continua sendo negociado.

A Boeing liderou o número de encomendas no segmento de aeronaves de longo alcance durante o evento Dubai Airshow 2017. A companhia do Golfo anunciou, no domingo, o primeiro dia do salão, um pedido de 40 787-10 Dreamliner por um preço de tabela de US$ 15,1 bilhões.

A europeia anunciou na terça-feira ter assinado com a companhia do Kuwait Wataniya Airways, que opera no Oriente Médio e na Europa, um protocolo de acordo para um pedido de 25 A320neo por um montante, em tabela, de US$ 2,7 bilhões.

Além do pedido da Emirates, o grupo de Seattle fechou um pedido de 20 737 MAX 8 para a companhia de locação Aviation Lease and Finance Company (Alafco), com sede no Quait, pelo valor de US$ 2,2 bilhões a preço de tabela.

A Boeing também recebeu outro pedido de dois 777 de longo alcance em versão carga da companhia Ethiopian Airlines.

Como é o teste de um avião novo, que inclui até queda de barriga

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos