IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

EUA renovam por três meses licença da Chevron para operar na Venezuela

26/07/2019 15h53

Washington, 26 Jul 2019 (AFP) - O Departamento do Tesouro americano renovou por três meses, nesta sexta-feira (26), a licença da petroleira Chevron para operar na Venezuela, a qual expirava pelas sanções impostas por Washington a Caracas.

O Tesouro emitiu uma "Autorização para as Transações que envolvem a Petróleos da Venezuela S.A. (PdVSA) necessária para a manutenção das operações de certas entidades na Venezuela", com vencimento em 25 de outubro.

Washington impôs uma bateria de sanções. A mais importante delas é uma restrição ao petróleo procedente da PDVSA.

A licença permite as atividades da Chevron Corporation, Halliburton, Schlumberger Limited, Baker Hughes, Weatherford International e Public Limited Company.

No comunicado, o Tesouro adverte que esta licença exclui expressamente "qualquer transação, ou tratamento relacionado à exportação, ou à reexportação de diluentes, de forma direta, ou indireta, para a Venezuela".

Antes das sanções anunciadas em janeiro, a Venezuela exportava 500 mil barris de petróleo ultrapesado para os Estados Unidos, onde operava a Citgo, uma filial da PDVSA. A empresa teve suas contas bloqueadas para que a responsabilidade por suas finanças ficasse com o líder opositor venezuelano Juan Guaidó, reconhecido como presidente interino pelos EUA.

an/yow/tt

CHEVRON

HALLIBURTON

BAKER HUGHES

SCHLUMBERGER

Mais Economia