Bolsas

Câmbio

Morte é a única certeza na vida. E talvez o corte de juros do BOE

Fergal O'Brien e Lucy Meakin

(Bloomberg) -- Desta vez não tem como recuar, Mark Carney.

Nesta quarta-feira, os investidores elevaram a 100% a probabilidade de o Banco da Inglaterra reduzir sua taxa básica de juros na semana que vem.

Os investidores já se equivocaram antes. No mês passado, eles precificaram uma probabilidade de mais de 80%, mas Carney, presidente da instituição, e o comitê de política monetária mantiveram a taxa em 0,5%.

Contudo, as expectativas para o corte ganharam impulso nesta semana, quando Martin Weale, antes hawk (inclinado ao aperto) -- e que vinha procurando uma "evidência firme" de desaceleração induzida pelo Brexit -- afirmou que os levantamentos recentes sobre a atividade industrial e o setor de serviços haviam inclinado a balança, do seu ponto de vista, em direção à necessidade de estímulos.

As apostas foram reforçadas nesta quarta-feira também quando a divulgação de relatórios mostrou uma nítida perda de impulso econômico em junho e a queda das vendas no varejo em julho.

A redução da taxa básica de juros -- que permanece intocada há mais de sete anos -- não é a única opção. Entre as demais opções que podem estar sobre a mesa estão a retomada das aquisições de ativos, que prolonga o "horizonte político" para levar a inflação de volta à meta, e a ampliação do Esquema para Financiamento de Empréstimo (FLS, na sigla em inglês).

Que venha 4 de agosto. A superquinta está chegando.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos