Bolsas

Câmbio

Uber oferece ferramenta sobre padrões de trânsito a cidades

Eric Newcomer

(Bloomberg) -- O Uber quer somar pontos com algumas cidades entregando a elas um pequeno conjunto de informações sobre seus passageiros. A empresa de carona compartilhada de São Francisco lançou um painel dedicado ao trânsito chamado Uber Movement e afirma que a ferramenta foi desenvolvida para ajudar autoridades municipais, planejadores urbanos e comunidades civis.

O projeto está sendo lançado com informações selecionadas por especialistas em dados do Uber sobre o trânsito de três cidades: Manila, Sidney e Washington. A empresa espera que o projeto cubra dezenas de cidades até meados de fevereiro.

"Ao entregar essas informações às cidades, podemos dar um retorno à comunidade", disse Andrew Salzberg, chefe de política de transporte do Uber.

Contudo, o Uber Movement não responde a muitas das perguntas que as autoridades vêm fazendo. O website não oferece detalhes sobre viagens, veículos ou passageiros individuais. O Movement não permitirá que os órgãos reguladores descubram, por exemplo, quais motoristas estão cobrando tarifas ilegalmente nos aeroportos ou fazendo jornadas estendidas. O Uber informou que os dados são anônimos de propósito para proteger a privacidade dos clientes.

O órgão regulador dos transportes da cidade de Nova York quer acesso a dados mais refinados, que lhe permitiriam analisar o cansaço dos motoristas e atividades ilegais. A cidade realizou uma audiência pública sobre o assunto na semana passada. Os serviços Uber e Lyft têm resistido à entrega de informações sobre quando e onde os passageiros são deixados e são contrários às regras propostas que exigem que isso seja feito.

Diversos concorrentes internacionais do Uber adotaram medidas no mês passado para tornar pública uma parcela maior de seus dados. O Easy Taxi, o Grab e o Le Taxi, que juntos operam em mais de 30 países, estão trabalhando com o Banco Mundial para publicar informações viárias de seus motoristas como parte da chamada Parceria Transporte Aberto. A iniciativa surge após o lançamento de um projeto do Banco Mundial, em abril do ano passado, que compila coordenadas de GPS de mais de 500.000 motoristas do Grab nas Filipinas para monitorar o trânsito no país.

O Uber está posicionando o Movement como sua versão do Google Trends, que permite que qualquer pessoa analise o que a população está pesquisando na internet. Em vez de oferecer informações sobre seu trabalho nas ruas, o Uber Movement separa as cidades em regiões e mostra o tempo de viagem entre essas zonas durante variados horários do dia.

Os planejadores urbanos poderão usar o painel para comparar o trânsito em diferentes momentos do ano ou em determinadas partes da cidade durante eventos, mostrando, por exemplo, como uma casa de shows afeta os congestionamentos. "Pretendemos construir isso ao longo do tempo", disse Jordan Gilbertson, gerente de produto do Movement.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos