Bolsas

Câmbio

Alibaba colocará sua tecnologia à prova em palco olímpico

Selina Wang e Adam Satariano

(Bloomberg) -- A Alibaba Group Holding fechou acordo para se tornar uma das principais patrocinadoras dos Jogos Olímpicos até 2028, apostando que a exposição maior a um público global ajudará a empresa a alcançar os consumidores e a promover seu negócio de computação em nuvem.

O maior mercado on-line da China entrará para o rol composto por dezenas de parceiros olímpicos "TOP", unindo-se a empresas como Coca Cola e Samsung Electronics no nível mais alto de patrocínio, a um custo estimado em centenas de milhões de dólares. A empresa de internet chinesa oferecerá serviços de computação on-line e de análises de dados para a competição esportiva e criará uma loja para mercadorias oficiais. Além disso, ajudará a desenvolver um canal de vídeos on-line para espectadores da China, o maior mercado consumidor do mundo.

A parceria da Alibaba com a Olimpíada aumenta a pressão sobre a empresa para combater as vendas de mercadorias falsificadas. Em dezembro, o Escritório do Representante do Comércio dos EUA adicionou a Alibaba à sua lista de "mercados notórios", formada por companhias que violam os direitos à propriedade intelectual.

Como o mercado virtual abriga mais de 12 milhões de negócios que vendem mais de um bilhão de itens, policiar um mundo digital tão vasto é uma tarefa difícil, disse o bilionário fundador da Alibaba, Jack Ma, em entrevista coletiva no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, quando indagado sobre suvenires olímpicos aparentemente falsificados vendidos no site.

A companhia tem cerca de 2.000 pessoas trabalhando no problema e está adicionando uma nova tecnologia para limpar melhor seus sites, disse Ma. "É difícil eliminar toda a sujeira em uma só noite", disse ele.

Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), deu respaldo aos esforços da companhia.

Indagado sobre sua reunião recente com o próximo presidente dos EUA, Donald Trump, em Nova York, Ma reiterou sua promessa de criar um milhão de empregos nos EUA. "Nós tivemos uma reunião muito produtiva", disse Ma. "Ele é uma pessoa de mente muito aberta." Ma preferiu não discutir as relações comerciais entre EUA e China.

Aliança estratégica

A Alibaba se torna assim uma das poucas patrocinadoras chinesas, ao lado da Lenovo, a pagar pelo direito de ostentar o icônico logotipo dos cinco anéis. O acordo também transforma a Alibaba na primeira empresa chinesa a fechar parceria com a Olimpíada de Inverno de 2022, em Pequim. A companhia normalmente evita gastos pesados com marketing, mas está empenhada em exibir seu incipiente negócio de computação em nuvem em um palco internacional e ao mesmo tempo atingir consumidores de todo o mundo. Para o COI, o envolvimento da Alibaba se traduz em um maior envolvimento chinês e, possivelmente, em maiores receitas.

"Será uma clara demonstração de qual plataforma de inovação a Alibaba é capaz de fornecer", disse o diretor de marketing da companhia, Chris Tung. "A aliança estratégica ajudará a aumentar a presença da Alibaba como marca global."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos