ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Bilionário japonês que vai à Lua conta segredo do sucesso: trabalhar menos

David Mcnew/AFP
O empresário japonês Yusaku Maezawa durante anúncio de sua viagem ao espaço Imagem: David Mcnew/AFP

Yuji Nakamura, Lisa Du e Yuki Furukawa

09/10/2018 12h25Atualizada em 10/10/2018 15h40

(Bloomberg) -- O bilionário japonês Yusaku Maezawa diz que trabalhar menos, não mais, é a razão pela qual ele conseguiu erguer uma empresa de US$ 8,4 bilhões, se tornar uma grande força no mundo da arte e obter uma passagem para viajar no foguete de Elon Musk para a Lua.

O fundador do segundo maior site de compras online do Japão, Zozo, foi apresentado no mês passado como o primeiro passageiro em um voo para a Lua, marcado para 2023, em um foguete construído pela Space Explorations Technologies. O anúncio aumentou instantaneamente sua notoriedade internacional, que antes se baseava principalmente em seus mais de US$ 200 milhões em obras de arte.

Veja também:

Trabalha de 3 a 4 dias por semana

Perguntado sobre como vai se preparar para uma viagem fisicamente exigente enquanto dirige uma empresa e gasta seu dinheiro, o bilionário de 42 anos disse que terá bastante tempo, já que vai ao escritório de três a quatro dias por semana, por, no máximo, seis horas de cada vez.

O dia de trabalho curto é a razão do sucesso da Zozo, onde ele também incentiva os funcionários a trabalhar de forma mais eficiente e encontrar inspiração fora do escritório.

Nossos funcionários começaram a trabalhar de maneira diferente no programa: eles pararam com atividades inúteis, conversas inúteis, reuniões inúteis. Como resultado, eles conseguem se concentrar mais, ser mais produtivos e voltar para casa depois de seis horas
Yusaku Maezawa, fundador da Zozo

A afirmação foi feita a jornalistas no Clube de Correspondentes Estrangeiros do Japão, em Tóquio, onde concedeu uma entrevista coletiva para responder a perguntas sobre a viagem lunar.

Jornada de trabalho de 6h

A Zozo, que se chamava Start Today e mudou de nome neste mês, adotou as jornadas de trabalho de seis horas em 2012, disse uma porta-voz, acrescentando que cada departamento ajusta a implementação de seus horários.

Ela disse que a ideia de trabalhar intensamente em menos horas é um princípio fundamental da cultura da empresa.

Em março, a empresa tinha cerca de 1.000 funcionários. Em abril, começou a recrutar trabalhadores de tecnologia com salários anuais de até 100 milhões de ienes (cerca de R$ 3,33 milhões).

Quer dominar vendas online de roupas

A Zozo se transformou no maior site japonês de compras de moda online, com um volume de vendas de 270 bilhões de ienes no último ano fiscal.

Maezawa disse que planeja transformar a Zozo em uma marca líder global de roupas dentro de uma década, revolucionando a forma como as pessoas compram roupas pela internet, começando com o lançamento, neste ano, de um macacão para tirar medidas chamado Zozosuit.

As ações da Zozo aumentaram mais de 24 vezes desde a abertura de capital, em 2007. Maezawa vendeu quase meio bilhão de dólares em ações desde 2016 para comprar obras de arte e, provavelmente, garantir um lugar no foguete lunar de Musk. Ele tem um patrimônio de US$ 2,1 bilhões, de acordo com o Bloomberg Billionaires Index.

Acredito que, se eu for à Lua, conseguirei produzir um trabalho melhor, um ótimo trabalho. Então, isso é muito importante para mim e tento fomentar isso também entre meus funcionários.
Yusaku Maezawa, fundador da Zozo

--Com a colaboração de Kurumi Mori

Sindicatos britânicos discutem redução da jornada para 4 dias

Band News

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia