IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Reforma da Previdência substancial será aprovada, diz Bolsonaro

23.jan.2019 - Jair Bolsonaro concede entrevista à Bloomberg, em Davos, na Suíça - Alan Santos/PR
23.jan.2019 - Jair Bolsonaro concede entrevista à Bloomberg, em Davos, na Suíça Imagem: Alan Santos/PR

Simone Iglesias e Maria Luiza Rabello

23/01/2019 10h30

(Bloomberg) -- O governo pretende fazer uma reforma da Previdência "bastante substancial" para combater o problema fiscal, disse o presidente Jair Bolsonaro, em Davos. Ele diz acreditar que a elevada dívida interna e os problemas dos estados geram a consciência da necessidade dos ajustes, o que deve garantir a aprovação do projeto.

"Esse sentimento é que nos dá praticamente a certeza de que a reforma da Previdência será aprovada, obviamente com pequenos ajustes entre a nossa proposta e aquela que o Parlamento irá aprovar", afirmou o presidente, em entrevista ao editor-chefe da Bloomberg, John Micklethwait.

Bolsonaro afirmou que os militares entrarão "na segunda parte da reforma", sem dar mais detalhes. "Precisamos fazer o dever de casa para que acreditem em nós, precisamos recuperar a confiança."

Venezuela e Mercosul

O presidente disse também que o estudo de privatizações está praticamente concluído e incluirá estatais deficitárias.

O Brasil tem que dar certo conosco. Senão, a esquerda volta ao poder e daí não sabemos qual será o destino do Brasil. Talvez, se aproximar do regime em que se encontra a Venezuela.
Jair Bolsonaro

Sobre a dificuldade de o Mercosul fechar acordo comercial com a União Europeia, Bolsonaro disse que há um impasse gerado por condições impostas pela França que prejudicam as commodities (matérias-primas) brasileiras. "Isso não será solucionado brevemente."

Flávio Bolsonaro

Perguntado sobre as transações financeiras sob suspeita envolvendo Flávio Bolsonaro, o presidente atribuiu a alta repercussão ao fato de o senador eleito ser seu filho. Ele disse que as transações imobiliárias e os depósitos feitos na conta do filho mais velho já foram comprovados.

Se por ventura ele vier a errar, se for comprovado, eu lamento como pai, mas vai pagar aí o preço dessa ação que nós não podemos coadunar.
Jair Bolsonaro

Fórum Econômico Mundial reúne políticos e empresários

UOL Notícias

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Economia