PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Terreno sem casa em Bel Air chega ao mercado por US$ 150 milhões

James Tarmy

30/01/2019 16h11

(Bloomberg) -- Você pode construir a casa dos seus sonhos do zero em frente ao Hotel Bel Air.

Basta ter cerca de US$ 35 milhões para cada hectare de terreno.

Três lotes que totalizam 4,29 hectares, cada um com as licenças necessárias para construir uma casa de mais de 5.570 metros quadrados, acabaram de ser disponibilizados no badalado bairro de Bel Air, em Los Angeles. A área abriga uma combinação de bilionários (o sítio e a vinícola de Rupert Murdoch foram queimados recentemente pelo incêndio de Skirball) e celebridades, como Beyoncé e Jay Z, que compraram uma casa de US$ 88 milhões em 2017.

A história da propriedade não é nem de perto tão chamativa.

Vinte anos atrás, a terreno, que fica em frente ao Hotel Bel Air, foi dividido em oito lotes. Um único indivíduo começou a comprá-los um por um, e depois vendeu todos para a incorporadora Domvs London e para a Junius Real Estate Partners, o braço de investimento imobiliário do JPMorgan Chase, em 2014.

Os sócios imediatamente rezonearam o setor em três propriedades maiores e tentaram vender uma delas, de 12.140 metros quadrados, por US$ 45 milhões em 2015.

A propriedade ficou à venda durante um ano, e os proprietários decidiram retirá-la do mercado. "Deveríamos ter esperado", diz Barry Watts, presidente da Domvs. "Ainda tínhamos veículos de construção, escavadoras e tudo o que se tem em um terreno de grande escala desse tipo, e estávamos um pouco à frente do nosso tempo."

Quatro anos depois, o terreno está intocado, nivelado e novamente à venda, desta vez com um preço de US$ 150 milhões pela totalidade dos 4,29 hectares. "Se alguém quiser comprar um dos três lotes [originais, de cerca de 12.140 metros quadrados], podemos conversar", diz Watts, "mas nós descobrimos que a propriedade é mais atraente como uma aquisição para deixar de legado -- tivemos mais consultas de pessoas dizendo 'quero comprar a propriedade toda'." O terreno foi anunciado pela Connie Blankenship, uma corretora da Douglas Elliman.

Melhorias no terreno

Watts diz que eles gastaram "dezenas de milhões" de dólares na melhora do terreno. Grandes muros de contenção foram construídos para expandir a terra utilizável.

"Além de oferecermos muita flexibilidade", diz Watts, "o comprador também economizará um tempo considerável. Se alguém comprasse o terreno bruto e passasse pelo que passamos, provavelmente gastaria três a quatro anos de sua vida tentando conseguir um alvará de construção". O terreno, continua ele, "é o que nós do setor chamamos de 'pronto para as pás'."

Essas pás estão autorizadas a chegar a uma profundidade incomum na região. "Um dos principais benefícios é que também é possível construir um grande andar subterrâneo", diz. No ano passado, a mediana de preço de uma casa na área foi de US$ 3,2 milhões, segundo relatório da Douglas Elliman, mas o bairro abriga algumas das propriedades de preços mais exorbitantes de Los Angeles. Há uma casa de 3.530 metros quadrados que vem com um helicóptero desativado e está à venda por US$ 150 milhões; uma mansão de US$ 49,9 milhões com quase 1.860 metros quadrados de espaço subterrâneo; e a "Chartwell", uma propriedade de 4 hectares usada na série "A Família Buscapé", atualmente à venda por meros US$ 245 milhões.