PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Hedge funds começam a adotar estratégias de investimento 'ético'

Emily Chasan e Melissa Karsh

22/05/2019 15h40

(Bloomberg) -- Como quase US$ 31 trilhões aplicados em fundos de investimento e estratégias que enfatizam a boa governança e práticas de negócios socialmente responsáveis, grande parte dos hedge funds têm ficado de fora.

Mas começam a buscar uma maneira de serem incluídos. Quase 30% dos hedge funds dizem que estão usando avaliações ESG (sigla para fatores ambientais, sociais e de governança) para guiar decisões de investimento, segundo pesquisa da Preqin divulgada este mês - a primeira vez que o provedor de dados apresentou a questão a clientes de hedge funds.

"O nível de atividade relativo ao ESG dentro do setor de hedge funds tem sido historicamente baixo, mas vai aumentar significativamente", disse Don Steinbrugge, presidente da consultoria de hedge fund Agecroft Partners. "É uma área sobre a qual muitos investidores institucionais estão pensando. Vai ser uma área de grande crescimento."

Os investidores de hedge funds - especialmente clientes de fundos de pensão de longo prazo - estão fazendo perguntas mais detalhadas sobre mudança climática, diversidade e outras questões sociais. Para os gestores, isso significa descobrir se e como podem adotar práticas de investimento "éticas" ou "sustentáveis" em um setor conhecido por apostas de curto prazo e agressivas.

"Há muitas implicações diferentes sobre o que significa, na prática, investimento responsável no setor de hedge funds", disse Adam Jacobs-Dean, diretor global de mercados, governança e inovação do grupo Alternative Investment Management Association. Simplesmente não é "tão aparente integrar o ESG se você é um hedge fund de swap de juros ou um gestor de mercados emergentes", disse.

Alguns fundos ativistas tentam descobrir uma forma, procurando fazer apostas de longo prazo em um número relativamente grande de empresas, o que facilita a inclusão de uma camada de pesquisa em ESG. No ano passado, o ValueAct Capital Management, de Jeff Ubben, lançou um fundo com foco em investimentos sociais e ambientais. O Trian Fund Management, de Nelson Peltz, também se comprometeu a apoiar questões ESG.

"Estamos absolutamente convencidos de que é uma maneira de reduzir o risco e melhorar os retornos", disse Clifton S. Robbins, fundador e presidente da Blue Harbor, com sede em Greenwich, Connecticut, que começou a adotar avaliações ESG em sua estratégia de investimento há três anos. "Estamos em um ponto de inflexão, onde muitos investidores se preocupam com o ESG".

Repórteres da matéria original: Emily Chasan em N York, echasan1@bloomberg.net;Melissa Karsh em N York, mkarsh@bloomberg.net