Topo

Herdeiro do Walmart e Buffett doam US$ 4,8 bi de suas fortunas

Lucas Jackson/ Reuters
8.set.2015 - O bilionário Warren Buffett Imagem: Lucas Jackson/ Reuters

Katherine Chiglinsky e Tom Metcalf

2019-07-01T12:50:37

01/07/2019 12h50

(Bloomberg) -- Os mais ricos do mundo não conseguem doar seu dinheiro de forma tão rápida --mas isso não os impede de tentar.

Warren Buffett disse segunda-feira que planeja doar US$ 3,6 bilhões em ações da Berkshire Hathaway para cinco instituições de caridade --uma de suas maiores doações-- enquanto o herdeiro do Walmart, Jim Walton, doou US$ 1,2 bilhão em ações da varejista na semana passada. E o co-fundador da Home Depot, Bernie Marcus, disse neste fim de semana que está planejando doar quase toda a sua fortuna de US$ 4,5 bilhões antes de morrer.

As doações estão ocorrendo em meio a um debate sobre a melhor forma de os americanos mais ricos usarem seu dinheiro para ajudar a lidar com a desigualdade de renda e outros desequilíbrios econômicos.

Na semana passada, um grupo incluindo George Soros e o co-fundador do Facebook, Chris Hughes, defenderam um imposto sobre a riqueza para ajudar a fornecer fundos para combater as mudanças climáticas e iniciativas de saúde pública. Outros, como Buffett, argumentam que preferem que entidades como a Fundação Bill & Melinda Gates supervisionem o trabalho de caridade.

A doação de Buffett eleva a quantidade total de ações que ele doou às fundações para cerca de US$ 34 bilhões desde que se comprometeu em 2006 a doar toda a sua fortuna, de acordo com comunicado. Os destinatários incluem a Fundação Gates, bem como instituições de caridade nomeadas por sua falecida esposa e as que são geridas por seus filhos.

O destinatário da doação de Walton não foi divulgado no comunicado do dia 27 de junho, mas membros da família doaram regularmente para a Walton Family Foundation, cujas causas incluem educação e meio ambiente. A fundação concedeu mais de US$ 595 milhões em doações em 2018, de acordo com seu site, e possuía ativos de US$ 4,9 bilhões no final de 2017.

Uma porta-voz da família não respondeu imediatamente a pedido por comentários.

Buffett passou mais de cinco décadas transformando a Berkshire Hathaway em uma empresa com valor de mercado de mais de meio trilhão de dólares, abrangendo setores como seguros e manufatura. Seu sucesso fez dele o homem mais rico do mundo, embora tenha recuado para o quarto lugar, enquanto constantemente doa sua fortuna.

O plano original de 2006 foi posteriormente modificado, e prevê doações póstumas de todas as ações da Berkshire dentro de uma década depois de seu patrimônio ser liquidado.

A doação de Jim Walton reduziu seu patrimônio líquido para cerca de US$ 50 bilhões, de acordo com Índice de Bilionários da Bloomberg. Seu irmão mais velho, Rob Walton, também doou 135 mil ações do Walmart --no valor de US$ 15 milhões-- segundo comunicado.

Mais Economia