PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

Anglo coloca mulher no comando de mineradora de metais preciosos

Felix Njini

20/02/2020 11h14

(Bloomberg) -- Quando Natascha Viljoen assumir o cargo de diretora-presidente da Anglo American Platinum em abril, será a única mulher no comando de uma grande mineradora de metais preciosos.

O setor de mineração permanece dominado por homens, apesar de iniciativas de empresas como BHP para aumentar a presença de mulheres na liderança executiva. Cynthia Carroll, a primeira mulher a presidir a Anglo American, controladora da Amplats, e que deixou o cargo em 2012, disse no ano passado que as mineradoras deveriam tomar mais medidas para promover a diversidade de gênero.

Viljoen, atualmente diretora de processamento da Anglo, substituirá Chris Griffith, que deixa o posto em 16 de abril. A engenheira metalúrgica de 49 anos vai reportar ao conselho que inclui o diretor-presidente da Anglo, Mark Cutifani. A carreira de 28 anos de Viljoen, que inclui uma passagem pela produtora de platina Lonmin, a coloca em posição ideal para levar a Amplats adiante.

"Do ponto de vista técnico e de liderança, acho que ela tem todas as credenciais", disse Arnold Van Graan, analista da Nedcor Securities. "Ela demonstrou capacidade de promover melhoras nos negócios e de aumentar a eficiência dos ativos existentes, o que está de acordo com a estratégia da Amplats."

Viljoen entra em cena quando a indústria de platina da África do Sul colhe os benefícios de um aumento dos preços do paládio e do ródio. Sob o comando de Griffith, a Amplats fechou e vendeu minas de custos mais altos, o que abriu caminho para a empresa elevar lucros e dividendos no ano passado.

"Tenho sorte de herdar uma empresa em uma posição forte", disse Viljoen em comunicado. "Chris Griffith reformulou nosso portfólio de metais do grupo da platina para se adequar ao futuro e acredito que agora temos a oportunidade de repensar como operamos."

Viljoen também trabalhou para a AngloGold Ashanti e nas divisões de cromo e carvão da BHP, como na administração de uma mina de carvão na África do Sul. Sua carreira começou em 1991, como engenheira trainee na siderúrgica Iscor.

Nos últimos 12 meses, as ações da Amplats acumulam alta de 82%.

--Com a colaboração de Thomas Biesheuvel.

Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net