PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Norte-americanos se intoxicam na tentativa de combater coronavírus

Homem com máscara de proteção contra coronavírus descansa na calçada durante passeio com os cães, em Nova York - Getty Images
Homem com máscara de proteção contra coronavírus descansa na calçada durante passeio com os cães, em Nova York Imagem: Getty Images

Robert Langreth

Da Bloomberg

22/04/2020 16h22

Intoxicações relacionadas a produtos de limpeza e desinfetantes aumentaram nos Estados Unidos no mês passado, quando a pandemia global provocou uma corrida para desinfectar tudo o que fosse possível.

As ligações para centros estaduais e locais de controle de intoxicações relacionadas a produtos de limpeza e desinfetantes aumentaram 20% no primeiro trimestre, para 45.550, de acordo com dados dos Centros para Controle e Prevenção de Doenças dos EUA. As queixas incluíam falta de ar por inalação, e tontura e vômito por ingestão.

"As ligações para centros de intoxicação aumentaram bastante no início de março de 2020 devido a exposições a produtos de limpeza e desinfetantes", de acordo com o Relatório Semanal de Morbidade e Mortalidade do CDC. Embora o aumento tenha afetado todas as faixas etárias, as crianças de 5 anos ou menos foram desproporcionalmente impactadas.

Uma mulher adulta descrita no relatório desenvolveu dificuldades respiratórias após encher a pia com solução alvejante 10%, vinagre e água quente para deixar alimentos de molho. A solução liberou um conteúdo tóxico. A mulher foi levada para um pronto-socorro, onde recebeu oxigênio e broncodilatadores. Ela melhorou depois de algumas horas.

Em outro caso, uma criança em idade pré-escolar engoliu uma quantidade desconhecida de álcool gel. Ela ficou tonta, caiu e bateu a cabeça e depois vomitou no caminho para o pronto-socorro. Seu nível de álcool no sangue era mais de três vezes o limite legal para dirigir na maioria dos estados. A menina se recuperou após dois dias no hospital.

Para evitar exposições a produtos químicos, "os usuários devem sempre ler e seguir as instruções no rótulo, usar apenas água em temperatura ambiente para diluição (a menos que indicado de outra forma), evitar misturar produtos químicos, usar proteção para os olhos e a pele, garantir ventilação adequada e armazenar produtos químicos fora do alcance das crianças", conclui o relatório.