PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Fraca demanda por chocolate indica baixo processamento de cacau

Manisha Jha, Marvin G. Perez e Anuradha Raghu

15/07/2020 09h57

(Bloomberg) -- A queda da demanda por chocolate durante as quarentenas deve ter reduzido o processamento de cacau no maior volume desde pelo menos 2015 no segundo trimestre, segundo pesquisas da Bloomberg.

O processamento - onde o grão é transformado em produtos usados em confeitaria - deve ter caído 8% em relação ao ano anterior na América do Norte e na Europa, a maior região consumidora, segundo analistas, operadores e corretores. Na Ásia, que liderava uma expansão em processamento antes do surto de coronavírus, a taxa deve ter diminuído 9,3%.

Os números oficiais a serem divulgados no fim desta semana podem mostrar uma imagem mais clara da demanda com o fechamento de pontos de venda no mundo todo e menos compras por impulso. Os futuros do cacau estão próximos dos níveis mais baixos desde 2018. Especuladores se tornaram mais pessimistas recentemente, e dados negativos de processamento podem levar a mais apostas de baixa, disse o Citigroup no início deste mês.

"Considerando que nunca experimentamos um choque tão grande na demanda global como este antes, o relatório de esmagamento do segundo trimestre é essencial para preparar o cenário daqui para frente", disse David Cutler, vice-presidente de soft commodities da RJ O'Brien, em Londres. Os dados de esmagamento "devem dar ao mercado um bom reflexo de quão ruim foi o impacto na demanda, e como e se a demanda começou a se recuperar em meio à reabertura das economias em meados de junho".

Na semana passada, a gigante de processamento de cacau Barry Callebaut disse que seu volume de vendas caiu 14% nos três meses até maio, quando a maioria das quarentenas foi imposta. Embora a empresa tenha apontado que as recentes vendas em partes da Europa e Ásia deem motivos para otimismo, analistas alertam que uma recuperação completa levará tempo.

"Embora os índices acionários globais tenham se recuperado em curto espaço de tempo, principalmente devido a quantidades recordes de estímulo de bancos centrais, a demanda por cacau não tem esse luxo", disse Cutler, da RJ O'Brien. "A recuperação até a demanda pré-pandemia para o cacau é amplamente vista como uma jornada árdua pela frente."

A Associação Europeia de Cacau e a Associação Nacional de Confeiteiros devem divulgar dados na quinta-feira, enquanto a Associação de Cacau da Ásia publicará os números no dia seguinte. Dados divulgados na segunda-feira mostraram que o esmagamento na Malásia caiu 7,2% no segundo trimestre.

©2020 Bloomberg L.P.