PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Trump diz que é possível fazer acordo comercial com China após negociações

MANDEL NGAN/AFP
Imagem: MANDEL NGAN/AFP

19/01/2019 18h56

Washington, 19 jan (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou neste sábado (19) que é possível estabelecer um novo acordo comercial com a China, pelo andar das negociações que estão sendo feitas entre ambos os países.

"Na verdade, tivemos um número muito extraordinário de reuniões e um acordo poderia muito bem acontecer com a China. Está indo bem. Diria que tão bem que é possível que ocorra. Se for firmado um acordo, certamente não teremos sanções. Se não for, as teremos", disse o líder em declarações aos jornalistas antes de partir para Dover (Delaware, EUA) para se reunir com as famílias dos quatro soldados americanos que morreram em um atentado jihadista na Síria.

Trump ressaltou que "as coisas estão indo muito bem com a China e com o comércio", e tachou de "informações falsas" as notícias que apontavam nesta semana que os EUA estudavam suspender as tarifas impostas ao gigante asiático.

Há dois dias, o jornal "The Wall Street Journal" publicou que os EUA cogitavam suspender as tarifas a produtos chineses para avançarem nas conversas bilaterais.

Os Estados Unidos aplicaram taxas a produtos chineses por um valor combinado de US$ 250 bilhões e ameaçaram implementar outras tarifas. No entanto, Trump adiou em dezembro o aumento de 10% para 25% de tarifas no valor de US$ 200 bilhões durante um período de 90 dias.

A segunda rodada de negociações para terminar com a guerra comercial bilateral vai acontecer em Washington nos dias 30 e 31 de janeiro, quando se reunirão as delegações lideradas pelo vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, e o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer. EFE