PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Dow Jones fecha praticamente estável

08/05/2019 18h27

Nova York, 8 mai (EFE).- O índice Dow Jones Industrial fechou nesta quarta-feira em leve alta de 0,01% em mais um pregão volátil e no qual repercutiu a piora nas relações comerciais entre Estados Unidos e China.

O principal indicador da Bolsa de Nova York somou 2,24 pontos e chegou a 25.967,33. Já o seletivo S&P 500 recuou 0,16%, até 2.879,42, enquanto o índice composto da Nasdaq caiu 0,26%, para 7.943,32 pontos.

Wall Street atravessou outro pregão irregular devido à volatilidade gerada nos mercados pelo iminente aumento das tarifas dos EUA sobre US$ 200 bilhões em produtos chineses na sexta-feira, que passará de 10% para 25%.

No meio da jornada de negociações, o mercado voltou a se animar com declarações de Trump no Twitter que indicavam que representantes da China "estão a caminho dos EUA para alcançar um acordo" em matéria de comércio.

No entanto, a escalada de tensão continuou quando nesta tarde o Ministério de Comércio chinês afirmou que Pequim responderá com represálias se Washington elevar os encargos sobre seus produtos.

O setor com maiores perdas no fechamento de Wall Street era o de empresas de serviços públicos (-1,38%), seguido de longe pelo de comunicações (-0,36%) e o financeiro (-0,29%), enquanto o sanitário registrou uma leve alta de 0,12%.

Entre as 30 empresas que cotam no Dow Jones Industrial, se destacaram as quedas de Intel (-2,46%), Caterpillar (-1,29%), Walmart (-0,99%), Dow (-0,89%) e Goldman Sachs (-0,83%), assim como as altas de United Technologies (1,20%), Disney (1,16%) e Walgreens (1,06%).

Em outros mercados, a onça do ouro caía para US$ 1.281,50, enquanto a rentabilidade do bônus do Tesouro a 10 anos avançava até 2,485%. EFE