Bolsas

Câmbio

Randolfe e Vanessa leem voto em separado contra reforma trabalhista

Fernando Nakagawa

Brasília

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) encerrou a leitura do voto em separado apresentado à Comissão de Assuntos Sociais (CAS) sobre a reforma trabalhista. Em seu voto, o parlamentar pediu a rejeição do projeto que muda a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Durante a apresentação, o senador disse que está diante "do maior assalto já tentado contra a dignidade do trabalhador brasileiro na história recente". "Que as futuras gerações de trabalhadores brasileiros não se vejam sob a égide dessa reforma que os atirará sem proteção à cova dos leões, submetidos à precarização extrema e aos empregos de baixa qualidade", disse.

Em seguida, Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) iniciou a leitura de seu voto em separado. Depois, Lídice da Mata (PSB-BA) fará o mesmo. Randolfe, Vanessa e Lídice, além de Paulo Paim (PT-RS), pedem rejeição integral do projeto aprovado na Câmara.

O voto em separado funciona, na prática, como a apresentação de um parecer alternativo que pode ou não ser apreciado pelos demais senadores. Paulo Paim e Vanessa Grazziotin usaram o mesmo procedimento na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado e os pareceres acabaram sendo ignorados pelos demais membros, já que nem sequer foram votados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos