IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

PLDO considera déficit da Previdência em R$ 237,9 bilhões em 2020

Lorenna Rodrigues, Adriana Fernandes e Fabrício de Castro

Brasília

15/04/2019 15h39

O rombo do INSS continuará em escalada nos próximos anos, de acordo com o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) de 2020, divulgado pelo Ministério da Economia.

Para 2020, o rombo esperado na Previdência é de R$ 237,9 bilhões, ou 3,02% do PIB. Em 2021, o déficit do INSS chegará a R$ 255,6 bilhões, ou 3,02% do PIB. E, em 2022, a trajetória previdenciária aponta para um saldo negativo de R$ 280,3 bilhões, ou 3,09% do PIB.

Déficit primário

A equipe econômica projeta um déficit primário do Governo Central de R$ 124,1 bilhões para o próximo ano, de acordo com o PLDO de 2020. O valor é maior do que o estipulado anteriormente, de R$ 110 bilhões, e equivale a 1,58% do PIB projetado para o próximo ano.

Como antecipou o Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, a piora do cenário de crescimento econômico e da arrecadação do país, o governo teve que rever, para pior, a meta fiscal para o ano que vem.

Já a meta para o déficit do setor público consolidado em 2020 passou de R$ 99,7 bilhões para R$ 118,9 bilhões. O superávit previsto para estados e municípios passou de R$ 14 bilhões para R$ 9 bilhões, enquanto o déficit fiscal esperado das estatais federais ficou em R$ 3,8 bilhões.

Entenda a proposta de reforma da Previdência em 10 pontos

UOL Notícias

Economia